ANTT apreende 13 veículos clandestinos na Bahia

Foto: Divulgação ANTT

Operação no sudoeste do estado aconteceu nessa semana, entre os dias 15 e 18 de dezembro de 2020

ALEXANDRE PELEGI

Dando continuidade à Operação Pascal de combate ao transporte irregular interestadual de passageiros em todo o Brasil, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) efetuou a apreensão de 13 veículos no sudoeste da Bahia entre os dias 15 e 18 de dezembro de 2020, quarta e quinta-feira.

A equipe de fiscalização da ANTT contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O foco de atuação da fiscalização ocorreu nas praças de pedágio da BR-116, nas cidades de Rafael Jambeiro, Nova Itarana e Jequié.

Além dos veículos apreendidos, a equipe da ANTT informa que realizou 24 abordagens, emitiu 25 autos de infração. No total, 297 passageiros foram transferidos para o transporte rodoviário regular.

Dentre as principais irregularidades, a fiscalização da ANTT diz ter encontrado para-brisas trincados, extintores vazios e vencidos, motoristas sem vínculo empregatício, além da ausência de autorização prévia para a execução de serviços de transporte rodoviário de passageiros.

Em comunicado, a Agência informa:

A ANTT alerta sobre os perigos de utilizar o transporte clandestino de passageiros. Via de regra, no transporte clandestino os motoristas não possuem treinamento, cumprem jornadas exaustivas de trabalho e os veículos são precários, geralmente apresentando péssimo estado de conservação e manutenção, o que aumenta em quatro vezes a letalidade dos acidentes envolvendo esse tipo de transporte.

Além disso o transporte clandestino de passageiros devido a sua informalidade se torna porta de entrada para que vários crimes possam ser cometidos como descaminho e tráfico de pessoas, animais, drogas e armas.

A ANTT alerta também quanto ao risco de infecção pelo novo coronavírus a que os passageiros que optam pelo transporte clandestino ficam expostos pela não adoção das determinações vigentes de higienização dos veículos.

A Operação Pascal da ANTT segue em todo país e para denunciar o transporte clandestino de passageiros, os usuários podem entrar em contato através do telefone 166, do e-mail ouvidoria@antt.gov.br ou WhatsApp (61) 9688-4306”, conclui a ANTT.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Joao Luis Garcia disse:

    Parabéns a ANTT pela iniciativa
    Precisamos moralizar o transporte no País

Deixe uma resposta