Viação Garcia e Marcopolo trazem ônibus DD com separação entre poltronas e sistema de renovação de ar como novidades

Ideia de espaçamento é garantir maior distanciamento físico e privacidade. Renovação de ar com sistema inédito nos pisos superior e inferior é mais eficiente

ALEXANDRE PELEGI

A Viação Garcia tem novidades para garantir mais segurança e conforto para seus passageiros em tempos de pandemia.

Desenvolvido especialmente pela Marcopolo, a Garcia colocou em operação um novo modelo de ônibus com separação entre poltronas e com sistema de renovação do ar cuja taxa de renovação é superior a 20 vezes por hora. O sistema possibilita ainda a climatização do ambiente interno.

O primeiro Paradiso New G7 1800 Double Decker traz a tecnologia BFA (Breathing Fresh Air), que filtra o ar do ambiente externo e o climatiza antes de entrar em contato com os passageiros.

O novo sistema foi patenteado pela encarroçadora e é exclusivo para os modelos Double Decker.

Ele conta também com novas entradas para captação de ar – duas localizadas junto à curva do teto, nos lados direito e esquerdo, e outra próxima à portinhola do bagageiro do lado esquerdo do piso inferior.

O sistema tradicional de renovação e ar dos veículos já atende a normatização do setor, mas a inovação está no fato de o ar ser climatizado e filtrado antes de interagir com o ambiente interno do ônibus.

Com uma taxa de renovação de ar de até 331 litros por segundo, o sistema alcança valor superior aos estabelecidos pela ABNT para ambientes onde há circulação de pessoas como shoppings, mercados e aeroportos.

O sistema integra a plataforma BioSafe da Marcopolo, que engloba soluções de biossegurança para garantir bem-estar, saúde e segurança dos passageiros.

A separação entre poltronas foi solicitação da Viação Garcia visando a configuração de um novo desenho interno.

O vice-presidente do Grupo Viação Garcia-Brasil Sul, Estefano Boiko Junior, afirma: “Estamos operando o único carro da Marcopolo com esta configuração. Inovamos no início da pandemia com a colocação de cortinas entre poltronas, lavadas a cada viagem, em todos os nossos serviços, e colocamos em operação 28 novos veículos com número de assentos reduzidos e com opção de poltronas individuais. Todas estas ações integram o nosso protocolo de biossegurança”.

Já Jean Carlo Giacomel Casado, coordenador de Engenharia do Produto da Marcopolo, explica que o BFA foi desenvolvido para garantir que o ar que vem do ambiente externo seja filtrado e climatizado antes de entrar em contato com os passageiros. “É importante destacar que o sistema tradicional de renovação de ar dos veículos Marcopolo já atende as taxas indicadas em cada mercado onde a marca entrega suas carrocerias, porém o modelo tradicional não traz a climatização e filtragem do ar antes do contato com os passageiros”, conclui.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Sérgio Luiz Rocha disse:

    Parabéns à Viação Garcia e a fabricante Marcopolo pelo pioneirismo, empreendedorismo e respeito ao cliente!
    Orgulho para o Brasil! Sou aeronauta, tomara que as Empresas de Aviação e fabricantes de aeronaves sigam seu exemplo!

  2. Luciane de Fátima Tupich Tupich disse:

    Viajei duas vezes esse ano para RS com a Garcia em plena pandemia,e mesmo com medo,por plena necessidade, e me senti muito segura e confortável, ótimo, atendimento excelente, e essas poltronas são um luxo,amei,cheguei inteira depois de 15hs de viagem

  3. disse:

    O passageiro vai entrar com o vírus, certo. O que entendi é que a carroceria vai fazer o papel de estufa até o desembarque isso ??

  4. Deomara Maria de Lima Vendt santin disse:

    Parabéns Viação Garcia 👏👏👏😍sempre inovando em tempos de pandemia…viajo sempre de Curitiba a presidente Prudente SP, motoristas mto atenciosos,Obrigada…

  5. Roberto Vanderlei disse:

    É maravilhoso, mas será que uma população sem cultura saberá usufruir desse conforto ou como quase todas as coisas boas ficará restrita uma classe social?

Deixe uma resposta