Funcionários do transporte coletivo de Valinhos (SP) realizam paralisação

SOU Valinhos opera transporte na cidade. Foto: Rafael Senna/Ônibus Brasil.

Trabalhadores reivindicam pagamento de horas extras vencidas desde abril

WILLIAN MOREIRA

Uma parte dos motoristas que atuam no transporte público coletivo na cidade de Valinhos, no interior de São Paulo, iniciou uma paralisação nesta quarta-feira, 02 de dezembro de 2020, afetando pelo menos 20 linhas. Na cidade, o transporte coletivo é operado pela empresa SOU Valinhos.

De acordo com Izael Soares, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Campinas e Região, os funcionários estão sem receber desde abril as horas extras.

Conforme informado pelo sindicalista ao Diário do Transporte, a categoria também sofre com atrasos rotineiros nos benefícios e querem um reajuste salarial por realizarem dupla função de motorista e cobrador.

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana informou que está em conversas com o sindicato para que seja colocado um fim ao protesto.

OUTRO LADO

Ao Diário do Transporte, a empresa informou que ainda vai se manifestar por meio de nota. Por enquanto, a SOU esclarece que acionou o departamento jurídico para suscitar o dissídio de greve, pois a paralisação é “ilegal e sem motivação”, especialmente porque “as obrigações trabalhistas estão em dia”, segundo a empresa.

LIMEIRA E INDAIATUBA

De acordo com Izael Soares, como o transporte coletivo nas cidades de Limeira e Indaiatuba são operados por empresas do mesmo grupo e com problemas parecidos, é possível que sejam realizadas greves nos dois municípios, caso as reivindicações dos trabalhadores não sejam atendidas.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta