CPTM abre licitações para reforma nas estruturas de viadutos em Osasco e na Avenida Salim Farah Maluf, na capital paulista

Viaduto em Osasco é sobre pátio de trens

Estatal também abriu chamamento público para novo acesso à Estação Júlio Prestes

ADAMO BAZANI

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) abriu três concorrências de obras civis em linhas da rede, com publicação dos avisos de licitação nesta quarta-feira, 02 de dezembro de 2020.

Dois procedimentos envolvem as condições de viadutos.

Uma das concorrências é para prestação de serviços de reabilitação estrutural do viaduto ferroviário Pires do Rio, sobre a Avenida Salim Farah Maluf, das linhas 11 – Coral e 12 – Safira.

A empresa ou consórcio terá de fornecer mão de obra, ferramentas e insumos para a execução dos trabalhos.

A data de entrega das propostas foi marcada para o dia 07 de janeiro de 2021.

Outra concorrência é para prestação de serviços de reabilitação estrutural do viaduto rodoviário Único Gallafrio, sobre as vias das linhas 08 – Diamante e 09 – Esmeralda, na região da estação Presidente Altino, em Osasco, na Grande São Paulo.

A disputa também envolve o fornecimento de mão de obra, ferramentas e insumos para a execução dos trabalhos.

Neste caso, a entrega das propostas foi marcada para o dia 08 de janeiro de 2021.

ACESSO NOVO DA JÚLIO PRESTES:

A CPTM republicou também nesta quarta-feira, 02 de novembro de 2020, chamamento público para manifestação de interesse de empresas ou consórcios para realizar doação de prestação de serviços de obras de readequação e reforma, com fornecimento de equipamentos e materiais, para viabilizar o novo acesso na estação Júlio Prestes da linha 8 – Diamante .

O novo acesso faz parte de um projeto de reformulação e modernização da Estação com a possibilidade de aumento do fluxo de usuários.

Os interessados em participar deverão protocolar Manifestação de Interesse em realizar a doação até o dia 23 de dezembro de 2020

Veja as publicações oficiais:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta