Decisão de segunda instância determina que prefeitura de Mauá inclua empresa desclassificada no processo licitatório de terminais de ônibus.

Em tese, Prefeitura deveria paralisar a obra que já começou com a empresa classificada e homologada, a Paulista Obras, que ofereceu o valor mais caro ALEXANDRE PELEGI O desembargador- relator Paulo Barcellos Gatti, da 4ª Câmara de Direito Público, do TJSP – Tribunal de Justiça de São Paulo, em decisão de segunda instância, deu provimento … Continue lendo Decisão de segunda instância determina que prefeitura de Mauá inclua empresa desclassificada no processo licitatório de terminais de ônibus.