Inmetro suspende por seis meses padronização dos sensores de taxímetros

Medida é válida nacionalmente. Foto: Diário do Transporte.

Órgão justifica medida com efeitos da pandemia de Covid-19

WILLIAN MOREIRA

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), em publicação no DOU (Diário Oficial da União) nesta quarta-feira, 21 de outubro de 2020, adiou por 180 dias o processo de padronização dos sensores de velocidade usado nos taxímetros.

A alteração do prazo se baseia nos impactos econômicos e sociais causados pela pandemia da Covid-19, que afetou boa parte da população.

Segundo o texto, em seu artigo 1º, ficam suspensos por seis meses a contar da publicação da Portaria, os requisitos estabelecidos na Portaria Inmetro nº 338, de 20 de agosto de 2019, que trata do tema.

Visto que novo adiamento pode gerar insegurança nos trabalhadores do setor, o Inmetro deverá realizar debates entre as partes interessadas e identificar problemas e buscar soluções que não prejudiquem os taxistas.

Durante o período de suspensão, as instalações destes sensores devem ser feitas de acordo com o padrão da Portaria 338.

Confira a publicação, na íntegra:

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta