Aplicativo CityBus 2.0 de Goiânia anuncia “integração” com ônibus convencionais do sistema

Van do sistema de aplicativo

Passageiro que utilizar os dois meios de transporte vai receber créditos no valor da passagem de ônibus para viagens no CityBus 2.0

ADAMO BAZANI

O aplicativo CityBus 2.0, de Goiânia, anunciou nesta segunda-feira, 19 de outubro de 2020, que teve início um sistema de “integração” entre suas vans (minionibus) e o sistema de ônibus convencionais da cidade.

Pelo programa de benefício chamado pela empresa de Dinheiro de Volta, o passageiro que utilizar os dois meios de transporte num período de 90 minutos por sentido vai receber créditos no valor da passagem de ônibus para viagens no CityBus 2.0.

Segundo a CityBus 2.0, a concessão de créditos está em fase de testes e será possível por meio da bilhetagem eletrônica Cartão Fácil para trajetos a partir de R$ 5 no CityBus 2.0. Estes créditos são disponibilizados todas às quintas-feiras e ficam disponíveis por até 30 dias.

De acordo com a diretora executiva da HP Transportes, Indiara Ferreira, a integração era um pedido dos passageiros.

“Entre várias solicitações dos nossos clientes desde o início da operação, acredito que essa integração do CityBus 2.0 com o sistema convencional tenha sido a mais pedida. Agora, após vários estudos para a viabilidade desde projeto, conseguimos colocá-lo em prática”

A HP Transportes é uma das empresas de ônibus concessionárias do sistema de Goiânia e detém a CityBus 2.0.

NOVOS PONTOS DE INTEGRAÇÃO:

A empresa também anunciou novos pontos de integração e embarque Fácil nos Terminais Praça da Bíblia, Garavelo, Cruzeiro do Sul e Bandeiras.

Nestes locais, totens indicarão os pontos fixos para o embarque do CityBus 2.0 ao solicitá-lo pelo aplicativo ou no desembarque nos terminais.

“Criamos pontos de integração e embarque e desembarque fácil próximo dos terminais, o que vai ajudar na localização dos passageiros”, complementou Indiara.

Na nota, a assessoria da CityBus 2.0 explica como é o sistema de utilização de créditos nos dois meios de transporte

SERÃO ELEGÍVEIS AO RECEBIMENTO DO DINHEIRO DE VOLTA QUANDO: 

– Realizar viagens no Serviço CityBus 2.0 e no Serviço Convencional do Transporte Público Coletivo, da Região Metropolitana de Goiânia (RMTC), em uma janela máxima de tempo de 90 minutos, independente da ordem de utilização e em qualquer ponto dentro da área de atendimento do CityBus Goiânia, e das linhas do Transporte Público Coletivo da RMTC; 

– A conta utilizada no Serviço CityBus 2.0 e o Cartão Fácil utilizado no serviço Convencional estiverem ambos cadastrados com o mesmo CPF; 

– A viagem no CityBus 2.0 tiver valor superior a R$ 5,00 (cinco reais). 

 

APURAÇÃO E DISPONIBILIZAÇÃO DO CRÉDITO 

– Após apuração de elegibilidade os créditos serão disponibilizados na conta utilizada pelo cliente no Serviço CityBus 2.0, sempre às Quintas-Feiras, deste que o prazo de utilização não seja inferior a dois dias úteis. 

– Após apuração os créditos serão disponibilizados na conta já utilizada pelo cliente no Serviço CityBus 2.0, créditos na forma de dinheiro de volta, equivalente a 100% do valor da tarifa do serviço Convencional (TPC) = R$4,30. 

 

ONDE POSSO UTILIZAR OS CRÉDITOS? 

– Os créditos poderão ser utilizados somente para realizar viagens no serviço CityBus 2.0, dentro de sua área de atendimento, inclusive no CityBus Local. 

 

O QUE NÃO É PERMITIDO? 

– A utilização em outros serviços; 

– O resgate do valor em espécie; 

– Transferência de crédito entre contas do serviço Citybus 2.0. 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta