Prefeitura do Rio de Janeiro aplica 4.602 multas por irregularidades nos transportes durante pandemia

Publicado em: 16 de outubro de 2020

SMTR aplicou 1.200 multas aos consórcios de ônibus. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio de Janeiro.

Em sete meses, foram realizadas 916 ações de fiscalização

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, informou que aplicou 4.602 multas por irregularidades nos transportes durante pandemia, Em sete meses, foram realizadas 916 ações de fiscalização.

Durante essas ações, foram registradas 1.200 multas aos consórcios de ônibus e 3.325 autuações ao BRT Rio. A maioria das irregularidades flagradas durante a pandemia, segundo a Prefeitura, foram circulação com frota reduzida, inoperância de linhas, intervalo irregular e falta de organização nos terminais do BRT.

A lotação acima do considerado recomendável também foi recorrente. Neste caso, foram 137 multas para ônibus de linhas regulares e 2.077 ao BRT.

A Prefeitura informou ainda que reforçou as ações de fiscalização desde o início da pandemia, na primeira quinzena de março. Assim, a SMTR passou a atuar com cerca de 70 agentes em pontos de linhas regulares de ônibus, estações de maior demanda do BRT, garagens e em outros pontos estratégicos da cidade.

Em sete meses, a secretaria realizou 377 ações voltadas para os serviços de ônibus convencionais, 219 ações em estações do BRT e 320 operações com foco nos táxis, fretamento e demais modais de transporte de passageiros.

No caso dos táxis e outros modais, inclusive motoristas de carros particulares flagrados infringindo o Código de Trânsito Brasileiro, foram registradas 77 multas, além de 7 veículos lacrados. Entre as principais infrações, estão vistoria e seguro vencidos, uso de celular ao volante, uso de letreiro luminoso indicando aplicativo de transporte e estacionamento irregular.

“Em junho, a SMTR estabeleceu um canal direto com os usuários de ônibus, o SMTR com VOCÊ, para que registrassem sugestões e reclamações acerca dos serviços, fundamentais para que a secretaria pudesse agir pontualmente, fazendo as averiguações e cobranças necessárias, a fim de sanar os problemas enfrentados pelos passageiros. Em quatro meses de funcionamento do canal, 369 mensagens foram registradas. O número do Whatsapp para envio de mensagens é o (21) 98909-3717”, informou a Prefeitura, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta