ANTT apreende mais dois ônibus a serviço da Buser em Itatiaia (RJ) nessa segunda (12)

Publicado em: 13 de outubro de 2020

Segundo ANTT, ônibus estavam trancados com 122 passageiros dentro. Foto: ANTT

Agência afirma que empresas autorizatárias esconderam os veículos atrás de um posto de combustíveis e fecharam as portas por 40 minutos. ANTT também realizou operação  em Betim (MG), com 3 ônibus apreendidos

ALEXANDRE PELEGI

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou mais uma etapa da Operação Pascal no feriado dessa segunda-feira, 12 de outubro de 2020, no estado do Rio de Janeiro.

Segundo informações oficiais da Agência, foram apreendidos ônibus de duas empresas contratadas pela Buser.

Os veículos vinham de São Paulo para o Rio de Janeiro.

Segundo a ANTT, os ônibus foram escondidos pelas empresas atrás de um Posto de Combustível em Itatiaia (RJ).

Os motoristas teriam trancado as portas com 122 passageiros dentro, 56 em um veículo e 66 em outro.

Segundo a ANTT, “foi o maior absurdo já relatado pelos fiscais. Trancar 122 pessoas com o veículo desligado para fingir estarem vazios. Os passageiros estavam muito suados e impacientes quando finalmente abriram as portas do veículo com o ar condicionado desligado e janelas lacradas”.

Ainda segundo a Agência, além de colocar os passageiros em risco por estradas vicinais não asfaltadas, para fugir da fiscalização, os motoristas trancaram os passageiros nos ônibus por 40 minutos, “tudo para fingir que estavam vazios num posto de gasolina escuro”.

Como mostrou o Diário do Transporte, a ANTT já havia feito a apreensão de 7 veículos a serviço da Buser no dia 09 de outubro. Relembre: ANTT apreende sete ônibus circulando pela Buser em Operação no Rio de Janeiro

Os agentes da fiscalização chegaram a lavra Termo de Declaração junto à Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro descrevendo a situação. Segundo o Termo, o fiscais receberam informações de que os ônibus estavam escondidos num Posto de combustível em Itatiaia. Na abordagem, com o auxílio de agentes da Polícia Militar do RJ, os motoristas se recusaram a abrir as portas dos ônibus, só o fazendo 40 minutos depois.

No final, um dos ônibus foi autuado e apreendido, e o outro, após fiscalização, foi liberado pela ANTT, uma vez que possuía liminar impedindo apreensão.

O Diário do Transporte solicitou à Buser que se manifestasse sobre o ocorrido.

Manifestação da Buser

Na madrugada desta segunda-feira (12), um veículo de transportadora parceira da Buser foi abordado por fiscais da ANTT no município de Itatiaia (RJ). A abordagem, em local distinto do habitual, com claros sinais de agressividade por parte dos fiscais, causou estranheza ao motorista, que a fim de preservar a sua integridade e dos passageiros, preferiu aguardar a chegada da polícia. A agressividade de alguns fiscais da ANTT contra viagens intermediadas pela Buser tem sido recorrente. Enquanto empresas operam com ônibus velhos e sem manutenção nas rodoviárias do Brasil, tais fiscais direcionam sua fiscalização aos parceiros da Buser, que possuem veículos mais novos e em melhores condições. Os passageiros, grandes beneficiados pela inovação da Buser, e prejudicados pelas atitudes abusivas da ANTT, foram atendidos pela equipe da Buser e dão total apoio ao aplicativo na revolução que produz no transporte rodoviário.

Buser Brasil

Veja os vídeos da abordagem, enviados pela ANTT:

TERMOS DE DECLARAÇÃO FEITOS POR AGENTES DA ANTT

APREENSÃO NA GRANDE BH

ANTT apreendeu 03 ônibus na Grande BH neste feriado. Foto: Reprodução/TV Globo

A Agência Nacional de Transportes Terrestres realizou operação na Grande Belo Horizonte nessa terça-feira (12).

Informações da Agência dão conta de que aproximadamente 310 passageiros foram encaminhados ao serviço regular de transporte. As autuações provocaram multas de R$ 200 mil.

As apreensões aconteceram nas cidades de Betim, Sabará, Igarapé, Contagem e Sete Lagoas.

A fiscalização, parte da Operação Pascal, segue até a próxima sexta-feira (16).

No total foram 12 apreensões, dos quais 3 ônibus. Um ônibus apresentou licença de viagem adulterada.

Houve o caso em que o motorista atirou o ônibus contra a viatura da ANTT, chegando a bater no carro, e acabou preso pela Polícia Militar Rodoviária e pela Guarda Municipal de Sete Lagoas-MG.

O ônibus estava com o para-brisa trincado, pneus carecas. O condutor estava com a carteira de habilitação vendida desde 2016. O veículo seguia de São Paulo para Caruaru (PE).

Em outra ocorrência, outros dois ônibus foram apreendidos. Um seguia de São Paulo para Pernambuco, com 40 passageiros, sem autorização para circular.

O outro ônibus, com dez passageiros, seguia de São Paulo e ia para Novo Cruzeiro (MG), e não possuía autorização para circular.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. João Luis Garcia disse:

    Vejam só que absurdo, esse é o tratamento dispensado aos usuários dos ônibus das empresas parceiras da BUSER.
    Mesmo a BUSER não sendo a operadora dos ônibus ela deveria ser considerada pela justiça como corresponsável, uma vez que os ônibus estão estampados com a sua marca.

  2. Júlio César Maraguino disse:

    Para passar por este constrangimento é melhor o passageiro pagar mais caro , que vergonha , AFF.

  3. Pedro Servente disse:

    abuso de autoridade dos fiscais da ANTT: deram voz de prisão pros (para os) motoristas e para um dos advogados que estava (m) por lá…

Deixe uma resposta