PIX – Já estamos preparados para o novo pagamento instantâneo!

Publicado em: 8 de outubro de 2020

Desde o dia 05 deste mês, o Banco Central já está recebendo os cadastros de empresas e pessoas físicas para a utilização do PIX, uma nova modalidade de transferências e pagamentos instantâneos.

Com funcionamento integral programado a partir do dia 16 de novembro pelo Banco Central, o PIX chega para revolucionar as transferências de recursos, diminuindo drasticamente o tempo e os custos das transações, que agora passam a ser realizadas em poucos segundos, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

E como não poderia deixar de ser, a RJ Consultores já preparou suas plataformas digitais de vendas de passagens para operar com esta novidade e muitas outras que estão chegando.

Este é só um dos novos meios de pagamento da CARTEIRA DIGITAL, onde sua empresa terá várias formas inovadoras de pagamento, que trarão grandes ganhos para seus clientes e sua companhia.

Aguarde pois grandes novidades vem aí!

Entenda o PIX

O PIX é uma nova modalidade de pagamento e transferência digital instantânea.

Pessoas físicas e empresas MEI não terão mais custos com operações de DOC e TED e não terão de realizar estas transações em horários bancários. A transferência de recursos não levará mais que 10 segundos.

Empresas que queiram utilizar o serviço em suas transações, poderão contratar as iniciadoras de pagamento, que são empresas especializadas em realizar a ponte entre o pagador e a instituição financeira cujo fornecedor recebe seus recursos.

Pagamentos e transferências poderão ser realizados de 3 formas, inicialmente:

– Com informações usuais como hoje (nome, cpf, banco, agência, conta, etc);

– Através de uma chave PIX (o usuário poderá atrelar uma chave PIX à sua conta bancária através de um dado qualquer (email, número de celular, cpf, etc);

– Através de QR Code cujo pagador bastará ter um smartphone à mão.

Vale lembrar que o Banco Central autorizou a utilização do serviço para pagamentos e transferências entre pessoas, entre pessoas e estabelecimentos comerciais, entre estabelecimentos, e no pagamento de impostos e taxas governamentais.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta