Associação de empresas de ônibus de Campinas (SP) muda cor do site durante Outubro Rosa

Publicado em: 4 de outubro de 2020

Portal da Transurc já está na cor rosa. Foto: Reprodução.

Portal também traz vídeo com motoristas falando sobre importância dos cuidados com a saúde feminina

JESSICA MARQUES

A Transurc (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas) mudou a cor do site oficial para a campanha Outubro Rosa. Além disso, o Facebook e o Instagram da associação também estão com a nova cor.

A mudança é para ressaltar a importância de cuidados com a saúde feminina. Segundo a Transurc, motoristas do sistema também fizeram um vídeo falando sobre a importância dos cuidados com a saúde feminina.

“As concessionárias de Campinas também vão realizar ações voltadas para as funcionárias, com a divulgação de informativos que reforçam a necessidade delas cuidarem de sua saúde e de fazerem os exames preventivos de câncer de mama e de colo de útero. Afinal, Outubro Rosa é uma campanha de conscientização realizada mundialmente, que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, também do câncer de colo do útero”, detalhou a Transurc, em nota.

OUTUBRO ROSA

Movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, dos Estados Unidos.

A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

O INCA (Instituto Nacional de Câncer) participa do movimento desde 2010, realizando eventos técnicos, debates e apresentações sobre o tema, assim como produz materiais e outros recursos educativos para disseminar informações sobre fatores protetores e detecção precoce do câncer de mama.

Segundo instituto, na projeção 2020/2022, são esperados 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil a cada ano, além de 16 mil novos casos de câncer de colo de útero.

A entidade indica também que cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis, como praticar atividades físicas, alimentar-se de forma saudável, manter o peso adequado, evitar bebidas alcoólicas, amamentar e evitar o uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

Por fim, a instituição reforça três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária (como reduzir o risco de câncer de mama), diagnóstico precoce (divulgar sinais e sintomas da doença e incentivar a mulher a observar o próprio corpo) e mamografia (informar que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento [exame de rotina], a cada dois anos).

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta