Novo Viaggio 800 do México é o sucessor do Allegro e recebeu US$ 1 milhão para desenvolvimento

Publicado em: 1 de outubro de 2020

Modelo é para segmento de alta procura no País

Modelo é indicado para viagens de médias e curtas distâncias

ADAMO BAZANI

A Marcopolo México apresentou nesta semana para o mercado local o modelo Viaggio 800, ônibus voltado para o “segmento leve rodoviário”, indicado para linhas regulares,  suburbanas, turismo e fretamento contínuo em viagens de curtas e médias distâncias.

O modelo vai ser fabricado na planta de García, Nuevo León, com 100% de matéria-prima e mão de obra mexicana.

Os investimentos para o desenvolvimento do veículo foram de aproximadamente um milhão de dólares, de acordo com a Marcopolo, que ainda diz que o Viaggio 800 é uma espécie de sucessor do Allegro, modelo que esteve presente no mercado internacional entre 1993 a 2007 e começou a ser comercializado no México em 2007.

Uma das características destacadas pela fabricante na apresentação é que a carroceria foi desenvolvida para aceitar um número maior de personalizações, tornando o veículo adaptado para diferentes exigências operacionais.

A estrutura da carroceria é constituída por perfis tubulares galvanizados de alta resistência, cumprindo, assim,  a norma Europeia R66 para aumentar a segurança dos passageiros no interior da unidade.

Modelo pode receber diferentes configurações

A altura interna é de 2,79 metros e a largura é de 2,55 metros.

O modelo vem equipado de fábrica com isolamento termoacústico básico e pode, como opção, oferecer isolamento superior de nível 1 e nível 2; trazer vidros colados nas janelas e para-brisa dianteiro de duas peças; ambos podem ser personalizados com outras opções.

O ônibus tem sistema de ar-condicionado e ainda pode ser equipado com calefação.

BIOSAFE:

Se o comprador do ônibus optar, pode inserir no Viaggio 800 itens do pacote Biosafe, com elementos de Biossegurança contra a Covid-19, como vidro para o motorista; dispensador de álcool gel na entrada do ônibus; câmera térmica, medidor de temperatura e reconhecimento facial para identificar se as pessoas estão usando máscaras no embarque.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Ismael Junior disse:

    Ficou parecendo uma versão reestilizada do nosso Ideale…

Deixe uma resposta