Comissão aprova proibição do Bilhete Único de São Paulo para quem cometeu crimes sexuais

Publicado em: 23 de setembro de 2020

Ônibus urbano na cidade de São Paulo

Matéria ainda vai passar por outras comissões e plenário

ADAMO BAZANI

A Comissão de Trânsito, Transporte e Atividade Econômica, da Câmara Municipal de São Paulo, aprovou durante reunião ordinária nesta quarta-feira , 23 de setembro de 2020, parecer favorável ao PL (Projeto de Lei) 606/2017, de autoria do vereador Rinaldi Digilio (PSL), que pretende  cancelar e proibir uso, venda e emissão do Bilhete Único Municipal para usuários que cometerem crimes sexuais no transporte público.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Câmara.

A matéria ainda deve passar por outras comissões e ser votada em plenário.

Na justificativa, o parlamentar explica que no ano de 2016 (um ano antes da apresentação da proposta), “foram registrados 188 relatos de abusos em trens e 31 em ônibus com média de 4 casos por semana, além dos casos não notificados. E que por essa razão, o PL visa dar segurança aos usuários do transporte público do município de São Paulo, principalmente as mulheres e crianças”.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta