Diário no Sul

Cachoeira do Sul vistoria ônibus da TNSG, concessionária do transporte municipal

Ônibus da TNSG, que opera o transporte na cidade há 66 anos sem licitação. Foto: Rainer Schumacher

De 35 veículos, 10 passaram por segunda checagem

ALEXANDRE PELEGI

Uma nova rodada de vistoria na frota da Transporte Nossa Senhora das Graças (TNSG), atual a concessionária do transporte coletivo de Cachoeira do Sul, começou a ser feita pelo engenheiro mecânico Robison Weber, contratado pela Prefeitura para esse trabalho, no mês de julho.

A cidade do interior do Rio Grande do Sul tem mais de 80 mil habitantes.

A primeira vistoria foi realizada no fim de 2019 e início de janeiro de 2020, com prazo de validade de 180 dias.

Reportagem da TV NT Sul mostrou que nessa segunda rodada de vistoria 12 dos veículos foram reprovados na fiscalização, ficando assim impedidos de rodar.

Com o vencimento do prazo, em julho começou uma nova rodada.

A frota da TNSG tem um total de 35 ônibus.

A vistoria prossegue, e 12 ônibus, cuja validade de 180 dias já venceu, têm vistoria marcada para a próxima semana. Até agora 10 ônibus já foram aprovados nesta segunda rodada.

Por cauda da pandemia de Covid-19, a TNSG está operando com frota reduzida. Em função disso, ela precisa de apenas 12 ônibus para atender às linhas e horários em vigor.

SITUAÇÃO

A Transporte Nossa Senhora das Graças opera o transporte na cidade há 66 anos sem licitação.

O Ministério Público vem acompanhando os graves problemas da empresa, origem de uma ação civil pública que tramita desde 1999.

Uma decisão judicial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, inclusive, determinou a abertura de processo licitatório.

Como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura publicou aviso de licitação no Diário Oficial da União do dia 1º de novembro, marcando a sessão pública para abertura de propostas para 09 de dezembro. Relembre: Prefeitura de Cachoeira do Sul (RS) publica edital do transporte público

A concorrência, no entanto, foi suspensa por liminar obtida pela Transporte Nossa Senhora das Graças junto ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul. O processo está paralisado.

Na primeira rodada de vistoria, em janeiro de 2020, constatou-se que 12 ônibus da frota da TNSG estavam sem condições de circular, o que causou a diminuição de linhas e horários, prejudicando o atendimento da cidade.

Com a pandemia, a frota reduzida tem sido suficiente, mas a qualidade dos ônibus tem sido avaliada de perto pela empresa contratada pela prefeitura.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta