Negociação fracassa e greve do transporte coletivo em Maringá continua

Publicado em: 18 de setembro de 2020

Primeira reunião de negociação com representantes das empresas e da administração municipal fracassou. Foto: Sinttromar

Sindicato realizou assembleia na madrugada desta sexta-feira. Trabalhadores da TCCC decidiram parar 100% do transporte coletivo

ALEXANDRE PELEGI

As dificuldades persistem para o passageiro dos transportes de Maringá, no Paraná, nesta sexta-feira, 18 de setembro de 2020.

Os trabalhadores, que entraram em greve na madrugada da quarta-feira, 16, continuam o movimento de protesto.

Na manhã desta sexta, 18, às 5h30, o Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários de Maringá (Sinttromar) realizou assembleia com a categoria para passar os resultados da primeira reunião da mesa de negociação realizada nesta quinta, 17, com representantes das empresas e da administração municipal.

Segundo o Sintrromar, o secretário municipal Gilberto Purpur (Semob) e o vice-prefeito Edson Scabora estavam presentes, e não houve acordo para encerrar a greve.

Após os informes, os trabalhadores da TCCC  (Transporte Coletivo Cidade Canção), indignados, decidiram parar 100% do transporte coletivo”, informa o Sindicato em sua página no Facebook.

No transporte metropolitano, operado pela empresa Cidade Verde, há ônibus circulando, mas o Sinttromar não sabe informar qual percentual.

Os rodoviários querem reposição salarial e realizam piquetes nas portas das garagens.

Por determinação da Justiça do Trabalho, pelo menos 70% da frota deve ser garantida nas ruas. As duas empresas conseguiram liminar junto ao Tribunal Regional do Trabalho no sábado, 12 de setembro, determinando a frota mínima que deve circular.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta