Ônibus apreendidos do Consórcio SIM em Porto Velho (RO) foram depenados

Publicado em: 7 de setembro de 2020

Foto: News Rondônia

Retirada de partes dos coletivos ocorreu na garagem um dia antes da chegada dos oficiais de justiça

WILLIAN MOREIRA

Trinta veículos do Consórcio SIM – Sistema Integrado Municipal de Porto Velho (RO) – alvos de busca e apreensão, foram depenados na garagem horas antes do cumprimento da ação. A informação é do “News Rondônia”.

Segundo as informações, eram 04h30 quando os oficiais de justiça chegaram à garagem do consórcio para cumprir a ordem judicial e encontraram todos veículos com partes faltando, como baterias, rodas e em alguns casos até o motor.

As baterias removidas foram localizadas na própria garagem, sendo colocadas de volta por funcionários contratados pelo empresário de Belo Horizonte que veio acompanhar a operação.

Nove coletivos saíram circulando, mas outros cinco foram guinchados devido à falta de peças. Um borracheiro e nove motoristas foram contratados para o trabalho de remoção dos ônibus.

Outros cinco veículos foram encontrados, sendo dois na garagem da empresa Três Marias que precisaram ser guinchados, e três sob posse da Polícia Rodoviária Federal, apreendidos há mais de um ano.

Ainda tem um ônibus que está em poder de um ex-funcionário da empresa Freitas, que foi despedido e ficou com o coletivo para garantir que receba seus direitos trabalhistas não pagos.

O levantamento aponta que 10 veículos têm sua localização desconhecida.

A ação de busca e apreensão foi motivada pela falta de pagamento das dívidas referentes aos ônibus pelos empresários do Consórcio Sim.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Pedro Henrique disse:

    E o dono do sim é esperto levou todos os svelto iveco e vip 4 iveco pro acre ,pq o dono do sim é o mesmo dono da avf auto viação floresta e petroacre , mandaram tudo pra não ser apreendido no lugar , aí quem se ferra é a população,agr esperar até o dia 17 pra jtp atuar

  2. Renato Carlos Pavanelli disse:

    O Dono dessa empresa parece ser o senhor Waldir Mansur, proprietário de diversas empresas, como a VCA – Viação Cidade de Americana, Viação Sudeste de Limeira, outra de Vitória da Conquista. Essas empresas que parece ele deu o mesmo golpe, não paga os credores e some com a maioria dos veículos ou depena os que deixa para trás.
    Mas, o mais interessante, é que a Polícia e a Justiça, jamais localizou o senhor Waldir para cita-lo e exigir que cumpra a lei, pague seus empregados e credores, pois, sempre, os oficiais de justiça informam que não localizaram o mesmo.
    Tenho uma “SUGESTÃO a FAZER” e seu que a citada pessoa vai ler: SUGESTÃO: A Justiça e Juízes, começarem a Mandar Prender e Trancafiar em Cela Comum o ou os Advogados de Empresários desse tipo, até eles fornecerem os endereço correto.
    O advogado de Waldir, que trabalha para ele na região de Americana, Limeira, e especialmente de Amparo, sabe corretamente onde encontrar o empresário que vive em lugar incerto e não sabido. Passem a Prender os Advogados senhores juízes, vai dar resultados, pois, os doutores vão fornecer os endereços dos esconderijos…..

Deixe uma resposta