Produção de ônibus no Brasil acumula queda de 36,6% de janeiro a agosto

Publicado em: 4 de setembro de 2020

Números em baixa são resultado da crise ocasionada pela pandemia de Covid-19. Foto: Divulgação.

Balanço foi divulgado pela Anfavea nesta sexta-feira

JESSICA MARQUES

A produção de ônibus no Brasil acumulou uma queda de 36,6% de janeiro a agosto de 2020. O balanço foi divulgado pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) na manhã desta sexta-feira, 04 de setembro de 2020, em entrevista coletiva.

Nos oito primeiros meses deste ano, foram produzidos 12.289 ônibus nas fabricantes brasileiras. Por sua vez, no mesmo período de 2019 foram 19.370 unidades.

A queda foi mais expressiva em ônibus rodoviários, com redução de 41,8% na produção, passando de 3.928 para 2.286 unidades. Em urbanos, a baixa foi de 35,2%, de 15.442 para 10.003 chassis vendidos.

Os números em baixa são resultado da crise ocasionada pela pandemia de Covid-19, que segue afetando o setor de transportes.

RANKING

Por sua vez, o licenciamento de ônibus apresentou uma queda de 35,1%, passando de 13.460 para 8.736 unidades licenciadas no período.

“No caso de ônibus, a gente tem uma certa estabilidade do mês de agosto com relação a julho, 1.500 unidades. Lembro aqui que boa parte desses emplacamentos são do programa Caminho da Escola. O mercado de ônibus urbanos ainda está muito retraído. No acumulado do ano, há uma queda de 35% com relação ao ano passado, o que mostra que o mercado para ônibus neste ano será bastante complicado”, afirmou o vice-presidente da Anfavea Marco Saltini.

Apesar dos números em queda, a Mercedes-Benz mantém a liderança no setor de ônibus. Confira o ranking de marcas, de acordo com a Anfavea, no acumulado do ano:

1º) Mercedes-Benz: 4.448 unidades, queda de 35%

2º) MAN/Volkswagen: 2.434 unidades, queda de 33,6%

3º) Agrale (inclui os miniônibus da Volare): 999 unidades, queda de 36,7%

4º) Volvo: 305 unidades, queda de 40,2%

5º) Scania: 257 unidades, queda de 55,5%

6º) Iveco (inclui os miniônibus CityClass): 174 unidades, queda de 17,9%.

EXPORTAÇÃO

Ainda de acordo com a Anfavea, a exportação de ônibus apresentou uma queda de 46,9% no acumulado do ano. No período de janeiro a agosto, a redução foi de 4.755 para 2.523 unidades.

Confira os números, na íntegra:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta