Vale-Transporte do Bilhete Único a R$ 4,83: SPTrans diz que validadores foram atualizados, mas que não houve aumento de tarifa

Publicado em: 1 de setembro de 2020

Validador discriminado valor de R$ 4,83

Valor aparece a partir deste 01º de setembro de 2020 nas catracas, mas de acordo com gerenciadora, já era praticado desde o início do ano 

ADAMO BAZANI

A SPTrans- São Paulo Transporte, gerenciadora dos ônibus da capital paulista, voltou a se manifestar nesta terça-feira, 02 de setembro de 2020, sobre o valor de R$ 4,83 que começou a aparecer nas catracas dos ônibus, estações e terminais para quem utilizou a modalidade Vale-Transporte do Bilhete Único a partir de 01º de setembro.

A gerenciadora enviou uma nota ao Diário do Transporte pela qual volta a esclarecer que não houve aumento da tarifa.  Segundo a SPTrans, o que tem ocorrido é uma atualização do valor que aparece no visor. A gerenciadora diz que os R$ 4,83, somente na modalidade Vale-Transporte, já eram pagos pelo empregador desde 01º de janeiro de 2020. O empregado não paga R$ 4,83 e sim há o desconto de até 6% do salário na folha do pagamento independentemente do valor da tarifa.

Em linhas gerais, o que aconteceu, segundo ainda a SPTrans foi o seguinte:

– Houve aumento da tarifa do Vale-Transporte? – Não, o valor de R$ 4,83 era pago pelo empregador desde 01º de janeiro de 2020.

– A tarifa comum continua em R$ 4,40? Continua em R$ 4,40. Segundo a SPTrans, não houve alteração em  nenhum valor do sistema municipal de ônibus e da integração com  o Metrô e CPTM desde 01º de janeiro de 2020, data do último reajuste.

– O passageiro está pagando mais? Segundo a SPTrans, o passageiro não está pagando a mais. O Vale-Transporte é descontado em até 6% do salário do trabalhador, independentemente do valor da tarifa. O que conta para o passageiro com vale-transporte é o desconto no salário e não a passagem, segundo a SPTrans.

– Por que o valor do Vale-Transporte é maior que o Bilhete Único Comum?: Foi uma decisão da gestão Bruno Covas. Segundo a SPTrans, a prefeitura “decidiu deixar de subsidiar o vale-transporte, já que ele constitui uma obrigação dos empregadores, conforme a legislação trabalhista.”

– Vão faltar créditos no final do mês? A SPTrans garante que não vão faltar créditos porque o que já foi depositado no Bilhete Único não muda, uma vez que só ocorreu a atualização do valor que aparece na catraca.

– Vai ter ressarcimento? Segundo a SPTrans, não vai ter ressarcimento porque não houve cobrança a mais. Os R$ 4,83 do empregador já estavam sendo cobrados e o limite de 6% do salário em folha de pagamento do trabalhador desde 01º de janeiro de 2020. O que ocorreu a partir de 01º de setembro de 2020 foi a atualização do visor das catracas.

Veja nota oficial

Ao

Diário do Transporte

A/C Adamo Bazani e equipe

A SPTrans esclarece que o sistema de validadores dos ônibus municipais e das estações do Expresso Tiradentes, do Metrô e da CPTM está em processo de atualização. Com o novo procedimento, os equipamentos estarão habilitados para mostrar os valores reais das tarifas de vale-transporte para ônibus, que é de R$ 4,83 desde janeiro de 2020.

Desde 2019, a Prefeitura decidiu deixar de subsidiar o vale-transporte, já que ele constitui uma obrigação dos empregadores, conforme a legislação trabalhista. Sendo assim, os recursos municipais deixaram de ser destinados ao cumprimento de um encargo que não cabe à população. Os recursos obtidos com o vale-transporte são utilizados para custear o sistema de transporte por ônibus da cidade. 

Vale ressaltar que, desde então, o trabalhador não paga nada a mais com a mudança, já que o desconto na folha de pagamento continua sendo de no máximo 6% do seu salário.

Passageiros de ônibus de São Paulo e que usam Vale-Transporte foram surpreendidos na manhã desta terça-feira, 01º de setembro de 2020, com a discriminação do valor de R$ 4,83 ao passarem pelas catracas. A tarifa convencional do sistema é de R$ 4,40, quantia que aparecia até ontem.

O Diário do Transporte recebeu uma série de mensagens de leitores e procurou a SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema de ônibus.

De acordo com a SPTrans, desde 01º de janeiro de 2020, está em vigor o valor de R$ 4,83 para o uso do Vale-Transporte, com este desconto das empresas empregadoras. Para as demais modalidades do Bilhete Único, a tarifa comum individual é de R$ 4,40.

O que ocorreu, segundo a gerenciadora é que os validadores não tinham sido atualizados.

Ainda de acordo com a resposta da SPTrans, nada muda para o passageiro e para as empresas que compram VT.

Abaixo, veja a portaria com os valores desde o início do ano:

Estabelece as novas tarifas para a utilização dos serviços do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros na Cidade de São Paulo para o ano de 2020.

PORTARIA SMT.GAB nº 147, de 30 de dezembro de 2019

EDSON CARAM, Secretário Municipal de Mobilidade e Transportes no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Decreto nº 57.867, de 12 de setembro de 2017;

CONSIDERANDO o Decreto nº 55.816, de 23 de dezembro de 2014, que delega competências para estabelecer as tarifas para a prestação dos serviços de transporte coletivo urbano de passageiros;

CONSIDERANDO o Decreto nº 58.639, de 22 de fevereiro de 2019, que consolida e atualiza as normas do Bilhete Único,

RESOLVE:

Art. 1º Fixar a tarifa pública para utilização dos serviços do Sistema de Transporte Coletivo Público de Passageiros por Ônibus na Cidade de São Paulo em R$ 4,40 (quatro reais e quarenta centavos), a partir da 00h00 (zero hora) do dia 1º de janeiro de 2020.

  • 1º A tarifa pública para uso do Bilhete Escolar fica fixada em R$ 2,20 (dois reais e vinte centavos), já contemplada a redução de 50% (cinquenta por cento) da tarifa pública comum, com utilização restrita aos períodos letivos e aquisição dos créditos conforme as cotas concedidas a cada estudante.
  • 2º Para as viagens realizadas mediante uso do Bilhete Único-Vale Transporte, o valor da tarifa pública fica fixada em R$ 4,83 (quatro reais e oitenta e três centavos), com uso exclusivo nos ônibus do Sistema Municipal.

Art. 2º As viagens integradas entre o Sistema de Transporte Coletivo Público de Passageiros na Cidade de São Paulo por Ônibus e o Sistema Estadual de Transporte Metropolitano Metroferroviário, a partir da 00h00 (zero hora) do dia 1º de janeiro de 2020, observará a tarifa pública integrada:

I – comum de R$ 7,65 (sete reais e sessenta e cinco centavos);

II – Bilhete Único – Vale Transporte de R$ 8,85 (oito reais e oitenta e cinco centavos).

Art. 3º As tarifas dos Bilhetes Únicos Temporais passam a vigorar, a partir da 00h00 (zero hora) do dia 1º de janeiro de 2020, com os seguintes valores:

I – para o Bilhete Único 24 horas – Modalidade Comum, fica fixado o valor de R$ 16,80 (dezesseis reais e oitenta centavos) para utilização exclusiva no Sistema de Transporte Coletivo Público de Passageiros por Ônibus na Cidade de São Paulo;

II – para o Bilhete Único 24 horas Integrado – Modalidade Comum, fica fixado o valor de R$ 22,52 (vinte e dois reais e cinquenta e dois centavos) para utilização no Sistema de Transporte Coletivo Público de Passageiros por Ônibus na Cidade de São Paulo e no Sistema Estadual de Transporte Metropolitano Metroferroviário;

III – para o Bilhete Único Mensal – Modalidade Comum, fica fixado o valor de R$ 213,80 (duzentos e trezes reais e oitenta centavos) para utilização exclusiva no Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros por Ônibus na Cidade de São Paulo.

IV – para o Bilhete Único Mensal Integrado – Modalidade Comum, fica fixado o valor de R$ 338,00 (trezentos e trinta e oito reais) para utilização no Sistema de Transporte Coletivo Público de Passageiros por Ônibus na Cidade de São Paulo e no Sistema Estadual de Transporte Metropolitano Metroferroviário.

Art. 4º As tarifas fixadas por esta Portaria, discriminadas no Anexo Único – Tarifas para a Utilização dos Serviços do Sistema de Transporte Coletivo Público Urbano de Passageiros na Cidade de São Paulo, entrarão em vigor a partir de 00h00 (zero hora) do dia 1º de janeiro de 2020, cumprindo aos operadores, desde logo, a adoção das medidas que se fizerem necessárias.

Art. 5º Esta Portaria entrará em vigor a partir de 00h00 (zero hora) do dia 1º de janeiro de 2020, revogando-se, a partir de então, a Portaria SMT.GAB nº 189/2018, a Portaria SMT.GAB nº 021/2019 e a Portaria SMT.GAB nº 027/2019.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Marcos George Pio Mendes disse:

    A SPTrans só ser pra roubar o dinheiro dos trabalhadores tem quase 3anis que eles ficam com o dinheiro da minha condução,nunca cai a recarga toda vou citar um exemplo tem mês que e pra cair 203 reais no vale transporte aí quando vou carregar só carrega 180 reais já fiz uma reclamação na empresa mais a empresa fala que isso e problema da SPTrans eu tenho ate um extrato que comprova que a SPTrans tá ficando com parte da minha condução.

  2. Roberson disse:

    Concordo com vc Marcos, sempre aparece uma pegadinha na conta do trabalhador , até conseguir um reembolso as empresas de ônibus já encheram o bolso ,depois que o Doria/Covas assumiram a prefeitura só criaram dificuldades no vale transporte ,bilhete único, tempo de validade, reajustes, e por aí vai meu irmão.

  3. Claudiana de Jesus Oliveira disse:

    Estranho, se houve alteração, o porque das cobranças em recarga realizadas antes de setembro.

  4. Patricia Parrela Santos disse:

    Nao da para entender, os governos estaduais e federais estão querendo congelar os salários por dois anos, porém os pilantras estão aumentando tudo, alimentação, tarifas e outros…parabens Sr. Paulo Guedes e agora cadê você que não se manifestam…

  5. Rosi Berno disse:

    Ja Abri varios questionamento junto a Sptrans regerente aos créditos q todos os meses caem a menor, cada chamado é uma informação diferente e nadado meu ressarcimemto

  6. Paulo Sérgio dos Santos disse:

    É muito difícil pra conseguir um cartão do bilhete único, , e depois a foto nunca é aprovada… parece que estou pedindo empréstimo… deveriam facilitar, o cadastro…tive que comprar um bilhete informal.

  7. Claudia disse:

    Esse prefeito é o pior espero q não seja reeleito. Ele já tinha feito isso. A justiça informou q é ilegal tarifas diferenciadas nos bilhetes já q a tarifa é única. Na época foi obrigado a voltar ao valor. Agora temos q acionar o direito do consumidor de novo.

  8. Barbara thalia disse:

    Palhaçada ,ja estamos num momento de crise, salário reduzido ,aomda querem cobrar esse absurdo,pra fazer uma viagem de a hora e quinze em pé, sacanagem ,falta de respeito total com o trabalhador .

  9. MARCELO BARBOSA DE SANTANA disse:

    REALIDADE estao aproveitando que não pode ter aglomeração de pessoas por causa do vírus e tirando o dinheiro do trabalhador sem nem ao menos Eli poder si manifestar com um protesto pensem aumentar justo na pandemia que tudo deveria estar mais em conta por causa do vírus

  10. Ana disse:

    Impossivel essa sptrans estou enfrentando problemas desde de fevereiro deste ano, referente valor depositado para os colaboradores, todo mes tem divergencia no valor repassado ao colaborador, ja tentei resolver de todas as formas ate na ouvidoria ja reclamei , proximo passo é acionar a justica por impropriacao indevida dos créditos.
    Falta de transparência e respeito com os usurários.

  11. Eron disse:

    Essa é a herança que esse Covas está deixando para os trabalhadores de São Paulo, eleição vem aí, pensem bem para não repetir o erro.

  12. Marcos Borges disse:

    As eleições estão vindo aí. É a chance pra quem depende de ônibus e do VT(que está sendo regido com manobras criminosas) VARRER esse prefeito que aí está!Sacanear no transporte é com.ele mesmo!Ele não anda de ônibus…

  13. juliana disse:

    Sptrans só roubando do trabalhador

  14. Edilson disse:

    Uma verdadeira safadeza que estão fazendo td nesta cidade acontece por baixo dos panos prefeito Bruno Covas vc deveria ter vergonha na cara seu pilantra Tomar tal atitude

  15. Irailde Pereira disse:

    Que pais é este ? Estamos passando por está pandemia empresas passando por dificuldades para manter funcionários e esses governos só pensam em esmagar mais ainda o povo sofrido de são Paulo basta SPTrans.

  16. Juliana Oliveira disse:

    Tá houve esse erro no validador Iremos ser reembolsados ou não?

    1. diariodotransporte disse:

      Não porque a empresa empregadora já pagava R$ 4,83 desde 01/janeiro/2020, mas mostrava no validador R$ 4,40, isso segundo a SPTrans

  17. Wlalmir DELLAMAGIORA disse:

    Bom dia .
    Me chamo wlalmir Dellamagiora hoje pela manhã ao passar pela catraca da linha 1178-10 São Miguel pta, também estava cobrando o mesmo valor de 4.83
    Já entrei em contato no 156 desde ontem mas nada pode fazer
    Somente registar minha reclamação contra o valor cobrado
    Att wlalmir

  18. Eliana disse:

    Bem quem já tem o bilhete carregado já faz tempo e agora tá cobrando 4,83 não erra pra ser o valor antigo?

  19. Jussara Vianna disse:

    E um roubo e quem vai devolver isso,quem vai repor o que vai faltar,a empresa faz a parte delacm trabalhador e a SPTrans rouba

  20. MARCELO CONSTANTE DE OLIVEIRA disse:

    Minha condução é 228 reais,mas quando vou recarregar só cai 117 e a SPTrans nunca resolve o problema, só posso me sentir roubado

  21. Solange disse:

    Desde que começou essa pandemia e essa “distribuição” de dinheiro eu tinha certeza que a conta recairia sobre OS TRABALHADORES. Esse Guedes infeliz só quer aparecer dizendo que vai tirar dos “ricos para os pobres”,mas na verdade ele está tirando dos TRABALHADORES para pessoas que recebem benefícios. Engraçado que eles não tira do deles. Só estou percebendo TUDO CARO. E AGORA ESSA: AUMENTAR A CONDUÇÃO DOS TRABALHADORES.

  22. Jaqueline disse:

    Absurdo!
    Como o problema esta nas catracas que não foram atualizadas no tempo devido??????

  23. Héber disse:

    Mas se estão cobrando 4,83 e as empresas depositam esse valor desde Janeiro, porque não era repassado para nosso bilhete único, esses bandidos estão nos roubando

  24. Fabiano disse:

    A SP Trans cobra mais caro das empresas? como um pais desse vai dar certo? empresa compra por lote em quantidade e paga mais caro!

  25. Regiane Silva disse:

    Como pode isso? Se a empresa está depositando 4,40 por condução e eles descontam 4,83 estamos saindo perdendo nessa brincadeira, absurdo!

  26. Marcio Robert disse:

    Fico abismado com a falta de critério e clareza de informações por parte da SPTrans e não do site que fez o seu papel de questionar a SPTrans!
    O desconto de seis porcento sobre o salário do funcionário é lei; a cobrança de valor superior a tarifa do estado é irregular e abusiva.
    Todo funcionário recebe um valor de recarga com base na tarifa vigente, para uma quantia especifica de viagens durante o mês de trabalho. Qualquer valor a maior descontado dessa recarga, vai impactar diretamente no bolso do funcionário que não terá ao fim do mês como evitar de por a diferença do bolso.
    Estão mais uma vez, tentando ludibriar a população com informações distorcidas e sem foco or parte da SPTrans e não do site que fez o seu papel de questionar a SPTrans! .

  27. Marcos Oliveira disse:

    A SPTrans deveria passar as informações corretas, desde o início do ano está assim. Vamos lá:

    1º) O valor da condução não é creditado inteiro no valor do bilhete do funcionário.
    2º) Esse “restante” que falta, dias depois de recarregarmos o bilhete, ao encostarmos o cartão em uma das máquinas, fica caindo muito valor quebrado (Entre 1 a uns 10 reais), e acho que essa parte é muito importante, e não foi muito divulgada.
    3º) Aparentemente, as pessoas que tentam recarregar em comércios (mercado, banca de jornal, por exemplo) não conseguem recuperar esse “restante” do valor, apenas em máquinas nos terminais de ônibus, metrô e nos veículos.
    4º) Para saber se há valor restante para carregar, ao terminar de carregar o cartão, algumas máquinas ao mostrarem o valor carregado, embaixo aparece a frase “SALDO DISPONÍVEL”, é só encostar de novo que vai cair mais algum crédito (Já aconteceu de encostar umas 4 vezes seguidas), isso é outro ponto que não foi divulgado.
    5º) Isso gera muito stress entre empresa e funcionário, pois o funcionário pensa que está sendo lesado, mas a empresa continua pagando o valor correto. Já não basta o momento difícil que passamos, por causa da pandemia, a SPTrans causa mais problemas.
    6º) As redes sociais deles foram apagadas, não temos mais nenhuma informação, diz no site que por causa das eleições municipais não terá atualizações.

    Peço que, por favor, divulguem essas informações, vamos tentar nos ajudar, pois se depender da SPTrans estamos ferrados… E Adamo Bazani e administradores do site, se vocês puderem também verificar essas informações, seria muito boa a ajuda.

    Espero ter ajudado alguém.

    Bom dia.

    1. diariodotransporte disse:

      Vamos checar, obrigado

  28. PAULO disse:

    CAMBADA DE SAFADOS

  29. Davi Correa Soares disse:

    Abisurdo e os desempregado que tem o bilhete único e carrega e não está trabalhando vai pagar
    4.83 por passagem é isso

    1. Oscar do Carmo Cunha disse:

      Essa gestão é a pior, além da passagem diferenciada, com menos de duas horas ja desconta outra passagem, absurdo

  30. fernando dos santos disse:

    Essa prefeitura ea SPTrans e uma quadrilha armada, bando de bandidos, que só sabe roubar, ladrões malditos…

  31. Dener Da Silva Soares disse:

    Bando de safados esses governador e prefeito etc… O desconto vem de acordo com o valor q pagamos pois deixamos na folga de pagamento o valor que usamos se pagamos 4,40 e vcs cobram 4,83 vai faltar no nosso bolso sim seus safados

  32. Mariana disse:

    O que a SPTrans disse (e não o site) que não desconta é mentira, porque no meu vale transporte nunca vem o valor integral sempre falta,isso já tem um ano que acontece.

  33. Maria Lindinalda disse:

    Pior mais caro e com direito de andar em dois ônibus,eu por exemplo se pegar quatro ônibus vou sentada e chego mais cedo no serviço.

  34. Rodrigo disse:

    Já não é de hoje que a problemas com o BU e a SPTrans porém agora na Pandemia eles estão roubando ainda mais. Trabalhador deveria pagar menos pois a humilhação que é estar em ônibus lotados e demorados, fora os motoristas e cobradores de mau humor. Enfim os empresários vão continuar enriquecendo e as eleições estão aí e certeza que a maioria que pega o transporte vai voltar nestes políticos elitezados safados de sempre. Temos que parar de ser bestas pois agora é que eles vão sugar ainda mais o pouco que cada um de nós. E já mencionei uma vez aqui, a SPTrans não é nenhum exemplo de gestão de transporte e junto com o atual secretario de transporte que nem deve saber o que é pegar um busão, os trabalhadores terão cada vez menos chance de dizer algo. LAMENTÁVEL!!!!

  35. João Lacerda disse:

    Esse ano tem eleições para Prefeitos e Vereadores, né?
    🤔🤔🤔🤔🤔🤔🤔
    Vou lembrar disso.👍
    Como que não desconta Cambada?!

  36. Michele Machado disse:

    Sempre dão um jeito de tirar proveito do trabalhador, ganhamos uma mereca mensal, aluguel caro, luz cara e ainda montam em cima da gente, triste realidade desse país!

  37. Santos disse:

    A máquina de dinheiro que é a SPTrans funciona muito bem, arrecadação.
    Tem que ter interferência de algum órgão p parar essa máfia.

  38. Márcio brasil disse:

    Está dizendo que não há mudança e que naõ vai faltar passagem no bilhete,isso é tudo mentira pois meu bilhete descontou na hora de ir trabalhar 4,83+2,82,e na volta para casa me cobrou 4,40+4,45 agora some isso pra verem se não vai faltar passagem seus bando de pilantras,sendo que fiz a recarga no bilhete dia 27 de agosto

  39. Rodival martos disse:

    Se a empresa depositar R$ 4,40 e o trabalhador pagar R$ 4,83 no final do mês o saldo do bilhete é negativo.só na cabeça desse prefeito mesmo.ja prejudicou o trabalhador , ELEIÇÃO está aí, pé na bunda desse mau gestor.

  40. Ana Carolina disse:

    Estranho é que a prefeitura alega que está valor está desde janeiro porém o valor da minha recarga mensal estava a 8,80 ao dia normal, então alguém por favor poderia esclarecer essa palhaçada? Um absurdo m, revoltante e de uma forma inescrupulosa desse nosso “querido” Bruno Covas, que não utiliza transporte público para sentir oq passamos diariamente, só lamento mesmo

  41. Erica Viviane disse:

    Como assim a passagem aumento de 4.40 pra 4.83 isto e um roubo compre sempre nos q pagamos a condução um absurdo

  42. Rosana disse:

    Realmente está havendo uma falha na recarga mas quando feita nas maquininha.Faço diretamente com os atendentes no metrô os valores que não haviam carregado é recarregado totalmente no bilhete.Descobri isso por acaso.

  43. Luciano disse:

    Já faz mais de 1 ano que vem ocorrendo desconto indevido nos créditos de VT dos colaboradores em todas as modalidades (ônibus, trem etc) sou prova disso porque nos creditos que a empresa adquire para minha utilização na modalidade trem são descontados aproximadamente todos os meses de R$ 20,00 a R$ 25,00 reais, faço reclamação para SPTrans e falam que vão devolver esses valores só que na realidade acabam devolvendo valores “picados” e bem inferiores aos que se apropriaram indevidamente.
    Bom dia e obrigado

  44. AMANDA SILVA disse:

    É um absurdo isso
    A empresa tá pagando a integração de 4,40, esse pilantra do Bruno Covas vem dizer q está assim desde janeiro cm as empresas, a gente vai ter q pagar condução do bolso para poder trabalhar, já basta as integrações q ele tirou e agr mais essa
    # forabrunocovas

  45. Reginaldo de Melo disse:

    Bom , hoje passei o meu bilhete e cobrou 4,83 , como que tem a cara de pau de dizer que não houve aumento e outra é melhor corrigir isso e rápido pois esse papo furado não cola.

  46. Jose disse:

    vamos ver se o povo vai ser burro o suficiente para votar no Bruno Covas para prefeito, ele foi o pior prefeito de São Paulo além de dificultar a integração ainda fica aumentando os valores da tarifa, ele acha que mexer com valor do vale-transporte não vai resultar em demissões, o Bruno Covas e o João Doria deviam ser excluídos da política para sempre, ele governa para ajudar os empresários e não a população.

  47. Werley disse:

    Como eles disseram que seria apenas uma atualização do visor!
    Realmente o visor foi atualizado eo valor também,..
    Estão cobrando 4,83 sim..

    Atualizem também as respostas de como seremos reembolsados,,dessa palhaçada …

  48. Fabiana Jussara de souza disse:

    E o povo sempre pagando a conta, até quando?

  49. RodrigoZika disse:

    Que piada aumentaram na cara dura, esse e o pior prefeito capacho que SP já teve.

  50. Beatriz Cristina Soares De Abreu disse:

    Bem feito ao povo que votaram no maldito do Doria e do Bruno.

  51. Janaina disse:

    Isso é um absurdo o VT ser descontado a mais, alegando que 6% do salário e como fica a integração e valor no final do mês, prefeitura tirando dos trabalhadores.

  52. Camila disse:

    É tudo mentira, olhei o saldo do meu bilhete e depois passei no onibus, descontou 4,83. A empresa nao depositou referente a esses 4,83. Sei que desconta 6% do salario, mas a empresa tem que depositar corretamente. Entao estao cobrando sim 4,83 dos bilhetes.

  53. Gabriel disse:

    Na realidade a SPTrans precisam depositar a diferença pois o que caiu nesse mês foi o que caia normalmente, se a empresa paga esse valor a eles o porque não caiu no passe do trabalhador? Isso pra mim é roubo

  54. Marcelo Silva disse:

    Eu trabalho 12×36 minha condução com intregtação valor de 229, como em qual matemática da 15 plantão esse valor recarregado? Quando fiquei sabendo da cobrança do valor de 4,83 fui checar quanto eu tinha e quando passei na catraca e quanto foi cobrado e o saldo quanto ficou 175,64- 170,81=4,83.
    E no final do mês quando faltar o restante vou ter q colocar do meu bolso pra trabalhar?

  55. Flavia disse:

    Afinal quem paga Samos nós consumidor contudo isso tudo a empresa apenas está acrescentando o valor de 6% porcento de valor 4.83 do tralhador se aproveitando de nós que damos pobre coitadas. Não tem direito de reclamar nós não saímos ouvido por minguem. O trabalhar não tem nem direitos humanos pra nós isso e desumano quase 5.00. Isso e uma vergonha .

  56. José Durães disse:

    Deveria ser formada uma comissão popular de contadores por parte do CRC para avaliar e estudar a Administração Covas na Prefeitura e Administração Doria no Governo do Estado, percebe-se que as informações passadas para a população não é totalmente correta e existe muitas lacunas.

  57. Alina disse:

    Eu utilizo o vale transporte, com integração de ônibus/metrô. A tarifa de 4,83 aparece na catraca do ônibus ao sair do trabalho para pegar o metrô…este valor está sendo descontado sim (semana passada eu fiz as contas e observei por 2 dias), porém ao passar no metro em seguida, o valor descontado na catraca é de 2,82, ou seja, somados estes valores, é o valor da integração. Porém, pela manhã, quando pego o metrô primeiro, o desconto na catraca é o normal, de 4,40…mas no onibus que pego em seguida desconta 4,45 (e sim, está sendo descontado este valor), ou seja, 1,20 a mais todos os dias, e se você questiona a SP Trans, ninguém te dá uma solução. E aí, como o trabalhador fica?

  58. Edinaldo disse:

    Não tá descontando desde o começo do ano..estava descontando 4.40 agora q vem com isso e só pegar os cartões de todos e fazer um extrato q vcs vão ve bando de ladrões com um serviço de porco

  59. Idemilson Lima da Silva disse:

    Então orientem os seus funcionários a passarem as informações correta, pois todos os dias recebo ligação de colaboradores cobrando diferença de VT da empresa, os funcionários da SP Trans não sabem nem passar uma informação correta.
    E gostaria de saber o porque o VT está sendo carregado picado, temos que colocar o bilhete na maquininha mais de 5 vezes para carregar o valor inteiro pago pela empresa?

  60. Marly disse:

    Esses ladrões estão roubando o brasileiro as minhas condução todo mês vem faltando no bilhete agora seu bando de ladrões 60.00 50.00 reais que falto no meu bilhete todo mês eu preciso colocar do meu bolso para trabalhar é agora essa de descontar 4.83 da condução ligue pra reclamar eles falaram que não está cobrado então quer disser que nós brasileiro estamos loucos porque quem vai ter que pagar este dinheiro aí que vcs estão roubando no bilhete somos nós que vai ter que tirar do no bolso porque as empresas não está pagando não pra gente este 4.83 elas pagar 4.40 já que vcs estão roubando o brasileiro deveria avisar a empresa pra as empresa colocar o valor exsato a condução bando de ladrões

  61. Jociane disse:

    É claro eles estão querendo tampar o rombo com isso quem acaba pagando o pato somos nós trabalhadores,e depois nos temos que repor do nosso bolso pra completar o mes isso eles não vê ,só pensa no lado deles porque não arrumam

  62. ERICKSON

    Na semana passada que eu percebi no visor os valores que estavam sendo cobrado.
    a sptrans informou que não precisamos nos preocupar que não estão cobrando nenhum valor a mais.
    hoje passei no onibus 4,83 no trem 4.02 ..ontem no metro 4.40 no ónibus 483.
    fiz as contas e realmente vocês estão cobrando sim a mais.
    Como que no final do mês não vai faltar passagem para trabalhar ?

  63. Valter disse:

    Realmente o valor descontado do trabalhador continua sendo 6%, mas a empresa paga para SPtrans por exemplo 407,00 contando com o valor de 4,83 mas a Sptrans deposita no cartão 351,00 contando com o valor 4,40, portanto a diferença o trabalhador vai ter que pagar

  64. Mayara Ferreira Da Silva disse:

    O meu vale transporte está cobrando o valor de 4,83 quando vou pegar o trem não está tendo integração, está contando 4,02, alguém mais está sofrendo esse roubo?

  65. Amanda disse:

    O meu vale transporte cobra o valor de 4,83 (ônibus) e a integração 4,02 (metrô) quando eu passo o cartão primeiro no ônibus, mas se eu passar o cartão primeiro no metrô cobra o valor normal 4,40 + 4,83.
    PALHAÇADA!

  66. Lilian S. Santos disse:

    A conta não bate, ok que é descontado 6% do empregado (conforme CLT), mas o empregador deposita a taxa de R$ 4,40 pelos 21 dias (no caso de setembro 20) ou seja, R$ 184,80 depositado pelo empregador e R$ 202,86 gasto pelo empregado?!?!?

  67. Janaina Crsitov Ferrari disse:

    Os funcionarios estao alertando que está SIM sendo debitado do cartao R$ 4,83 e nao R$ 4,40. Logo, nao terao saldo proximo ao final do mes. A empresa se nega a pagar, pois já pagou R$ 4,83 no boleto para a SPTRANS, nao vai pagar duas vezes! A SP Trans se nao resolver o problema de saldo logo, estará na cara que querem receber duas vezes!

  68. ALESSANDRA MOREIRA DE CARVALHO disse:

    Boa tarde!
    Os valores foram atualizados , ok. A população não está prejudica e não faltará créditos, ok. Então porque quando passa na catraca do metrô o mesmo é descontado um valor superior a integração??? Sendo que a catraca do metrô não foi atualizada, e o porque há diferenças nos valores das cobranças?
    Não faz sentido.

  69. Janaina Cristov Ferrari disse:

    A empresa paga R$ 4,83 para a SP Trans. A SP Trans recebe 0,43 da empresa, agora estao recebendo dos funcionarios tambem. A SP TRans está recebendo em dobro!!! Eles que tem que devolver, nao a empresa pagar duas vezes, compreende?

  70. Jaelcia disse:

    Como que paga 4,83 e dizem que ainda vai ter credito? Sao burros? Se tenho 10 reais no meu bilhete é só fazer uma conta de subtração! Parem de mentir para o povo!

  71. Mr.Silva disse:

    Essa SPTrans rouba o trabalhador na cara dura, e não tem pra quem reclamar a prefeitura de sp apoia essa roubalheira…esse prefeito é um lixo, a empresa depositou o valor que somado daria pra usar o mês todo, pois foi com base na tarifa de 4,40 ,eles cobram 4,80 a conta não fecha, vai sobrar pro trabalhador como sempre.

  72. Silva disse:

    Essa SPTrans rouba o trabalhador na cara dura, e não tem pra quem reclamar a prefeitura de sp apoia essa roubalheira…esse prefeito é um lixo, a empresa depositou o valor que somado daria pra usar o mês todo, pois foi com base na tarifa de 4,40 ,eles cobram 4,80 a conta não fecha, vai sobrar pro trabalhador como sempre. Serão 0,43 x 44 conduções = 18,93 de diferença no final do mês ,pra eu que pego uma condução…

Deixe uma resposta