História

BusBrasil Tour: Solidariedade, história e novidades em visita à Itapemirim

Passado, presente e perspectivas. O histórico Colabus "puxa a fila" e é seguido por ônibus da atual geração

Encontro reuniu 60 pessoas e foi marcado por doações de sangue e alimentos, além de muito entusiasmo pelos admiradores dos transportes rodoviários

ADAMO BAZANI

História e novas perspectivas, além da preocupação com a saúde e o bem-estar do próximo marcaram mais uma edição da BusBrasil Tour neste sábado, 29 de agosto de 2020.

O evento, que reúne apaixonados por transportes e consiste em visitas à garagens, pontos de apoio, terminais e sistemas por diversas regiões é uma realização do Portal do Ônibus, que também é responsável por outro evento muito conhecido no setor: a BBF – BusBrasil Fest, uma exposição de ônibus antigos e novos, cuja inclusão no calendário oficial de eventos do município de São Paulo foi aprovada pela câmara de vereadores.

O encontro deste sábado foi realizado na Viação Itapemirim, uma das empresas rodoviárias mais tradicionais do País, fundada oficialmente em 04 de julho de 1953, por Camilo Cola.

A solidariedade marcou o evento, uma das características da BBT.

A edição teve 60 participantes que doaram 63 kg de alimentos encaminhados para as obras sociais da Paróquia São José, no Jd Guançã, na zona norte da capital paulista.

Além disso, 25 pessoas participaram de uma doação de sangue.

Participantes em doação de sangue no Hemocentro de São Paulo

Por causa da pandemia de Covid-19, os estoques nos bancos de sangue estão baixos. As pessoas estão com medo de realizarem doações, mas as autoridades de saúde garantem que em todos os hemocentros são tomados procedimentos de cuidado e que os locais oferecem baixo risco de contaminação pelo novo coronavírus.

De acordo com um dos organizadores, Juverci de Melo, os cuidados com o distanciamento social, uso de máscaras e higienizações constantes foram exigências para a participação dos entusiastas, divididos em grupos.

Como brinde, cada participante recebeu um kit que continha um frasco de álcool em gel e uma máscara.

Até o almoço, uma feijoada oferecida pela empresa, teve essa divisão.

O foco nas novidades, mas sem esquecer as marcas históricas da empresa, foi um dos marcos do encontro.

Como mostrou o Diário do Transporte, a empresa apresentou dois ônibus de dois andares com uma pintura diferenciada referente a uma “série-limitada” para campanhas de divulgação de expansão de negócios do Grupo Itapemirim.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/08/29/grupo-itapemirim-apresenta-serie-limitada-de-veiculos-com-padronizacao-visual-diferenciada/

Veículos de série especial (pretos) e no cento o padrão amarelo tradicional da empresa

Um dos destaques históricos foi o Colabus, fabricado pela Tecnobus, que foi a produtora de carrocerias própria da Itapemirim.

Juverci conta que o ônibus recebeu esse nome por causa de seu fundador e o prefixo, 50080, também tem uma curiosidade especial.

“Aproveitei a oportunidade e solicitei para que o transporte dos participantes fosse feito com ônibus históricos, como o Colabus, que é o veículo fabricado pela Tecnobus em comemoração aos 50 anos da Itapemirim e 80 anos de Camilo Cola, completados em 2003. Por este motivo, tinha o número 50080 (50 de 50 anos de Itapemirim e 80 de 80 anos de CamiloCola) Na gestão da família Cola, era o único ônibus que terminava com a numeração par. Os demais ônibus sempre terminavam com ímpar” – conta.

Colabus, homenagem ao fundador e à história da empresa

Também foram destaques o Busscar Rodonave e um TecnoBus Tribus III, este pertencente ao colecionador Moisés, que comprou e preservou o exemplar.

Rodonave, categoria marcante na história da empresa. Logo atrás, Tribus III

Tecnobus Tribus III, do colecionador Moisés, ao lado do Colabus

A Itapemirim não pertence mais à família Cola e encontra-se desde 2016 em processo de recuperação judicial, marcada por uma disputa por seu controle.

Os responsáveis atuais pela empresa falaram da situação atual do grupo e de perspectivas de renovações de frota e ampliação de negócios para outros ramos, além da criação de novos mercados rodoviários.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Edmar disse:

    A administração poderia fazer uma nova campanha tbm né
    Vamos manter os salários em dia!!!!
    Será que conseguem
    Pq fazer propaganda tá sendo fácil
    Difícil ta sendo honrar os compromissos com os colaboradores

Deixe uma resposta