DER do Paraná aponta forte redução de passageiros no transporte intermunicipal

Publicado em: 29 de agosto de 2020

Empresas chegaram a registrar queda de 90% no número de passagens vendidas. Transporte metropolitano transportou menos 3 milhões de passageiros em abril deste ano

ALEXANDRE PELEGI

Dados do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) apontam que o sistema de transporte intermunicipal chegou a registrar uma queda de 90% no número de passageiros devido à pandemia de Covid-19.

Segundo comunicado do órgão, que administra o setor no Paraná, o movimento nos ônibus começou a cair ainda em março, quando tiveram início as medidas de prevenção e distanciamento social.

No caso do transporte entre municípios de uma mesma região metropolitana, a queda foi de 30%, enquanto o transporte rodoviário chegou a uma redução de 38%.

Em abril os ônibus metropolitanos sofreram queda de 80% no número de passageiros, ao passo que as linhas rodoviárias chegaram a uma redução de 90%. Comparando com o mês de abril de 2019, quando 3.820.190 passageiros foram transportados, o mês de abril deste ano registrou somente 641.060 pessoas, redução de mais de três milhões de passagens comercializadas.

O DER/PR afirma que está consolidando os dados dos meses seguintes, mas sinalizam queda semelhante.

Por causa do impacto no transporte intermunicipal, o Departamento autorizou as empresas a cancelarem horários em que passagens não tenham sido vendidas no ponto de origem. No caso de linhas metropolitanas, as empresas foram ainda autorizadas a alterar e ajustar a frequência das viagens, de acordo com o movimento de passageiros.

Em ambos os casos as mudanças devem ser informadas previamente ao departamento.

O diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti, fala a respeito da situação atual: “Administramos um sistema complexo, por meio de nossa Coordenadoria de Transporte Rodoviário Comercial, com 647 linhas de ônibus em atividade. E essa pandemia criou complicações inéditas, como o fechamento de terminais rodoviários ou proibição de trânsito de ônibus em perímetro urbano, decisões tomadas por alguns municípios. Estamos trabalhando em conjunto com as empresas para garantir que os passageiros que precisam do transporte tenham acesso a ele, e ao mesmo tempo impedir que o vírus seja transmitido dentro dos veículos”.

O DER/PR informa por fim que como consequência da queda no número de passageiros, algumas empresas decidiram abrir mão de linhas de ônibus com demanda menor, que ficaram praticamente sem usuários nestes meses.

Para garantir o acesso a este transporte para os habitantes dos municípios afetados, principalmente quando a situação voltar ao normal, o DER/PR publicou uma ordem de serviço estabelecendo os critérios para transferir a operação das linhas para outras empresas.

Inicialmente a disponibilidade da linha é tornada pública por meio de aviso em diário oficial e no portal do DER/PR e também divulgada junto aos municípios atingidos e à imprensa local”, informa o órgão estadual.

As empresas interessadas, devidamente registradas no órgão, encaminham manifestação de interesse por e-mail, com tabela de horários que pretendem executar e um formulário com suas informações. Caso haja mais de uma interessada, a escolha será feita por meio de análise da capacidade técnica das participantes. A nova empresa atua provisoriamente até que seja realizada uma licitação para executar a linha definitivamente.

PARCERIA

Uma parceria entre o Governo do Estado, o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Paraná (Rodopar) e a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina (Fepasc) resultou no transporte de amostras de exames para detectar o coronavírus, bem como de insumos para realização de testes, aproveitando o espaço no bagageiro dos ônibus que atuam nas linhas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta