Informe publicitário

Empresa joinvilense desenvolve sistema para filtrar o ar no interior dos ônibus

Sistema FFA Full Fresh Air, da VMG Aires, é acoplado ao equipamento de ar-condicionado

A pandemia do coronavírus tem acelerado o desenvolvimento de novas tecnologias para que as empresas e as pessoas se adequem ao novo normal, não só na área da saúde. A refrigeração do ar em ambientes fechados, sem gerar contaminação, é um dos grandes desafios dos especialistas e engenheiros. A fabricante de soluções para climatização para ônibus VMG Aires, de Joinville/SC, criou um produto para circulação efetiva do ar, reduzindo o risco de contaminação pela COVID-19 no interior dos ônibus durantes as
viagens.

Chamado de Sistema FFA Full Fresh Air (patente requerida), o sistema é capaz de captar 100% de ar externo, filtrar, climatizar e insuflar no sistema de dutos do ônibus. A nova tecnologia é acoplada ao sistema de ar-condicionado do ônibus, permitindo que a área que capta ar do salão de passageiros seja totalmente fechada, pois a recirculação do ar é responsável por proliferar a contaminação.

Os equipamentos de ar-condicionado convencionais tem uma vazão média de renovação do ar de 25%. Com esta nova tecnologia desenvolvida pela VMG Aires, a renovação do ar pode chegar a 100%.

Principais benefícios do sistema:

Injeção de ar fresco, o ar externo é considerado livre de SARS-COV-2, o que contribui significativamente para a diluição do ar em ambientes com alta concentração de pessoas;

Contribui para evitar a contaminação cruzada dos passageiros e tripulantes quando associado a extração apropriada do ar viciado;

Extração apropriada do ar viciado;

Aumento da eficácia do processo de desinfecção/sanitização;

Não usa água ou qualquer outro líquido ou produto químico;

Processo automatizado que minimiza a interferência humana, pois existe a ação do aparelho;

Segurança e saúde ocupacional, elimina o contato humano direto com produtos químicos durante a aplicação da solução biocida.

A utilização do Sistema FFA Full Fresh Air no sistema de ar-condicionado dos ônibus não elimina os cuidados de higienização dos veículos e das pessoas para evitar a COVID-19, como o uso de máscara e de higienização das mãos com álcool em gel.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta