Baldy afirma que obras do Terminal Sul de Suzano receberão investimentos em 2021

Publicado em: 18 de julho de 2020

Secretário de Transportes Metropolitanos garantiu obras nas estações de Mogi das Cruzes. Foto: Daniel Carvalho

Em reunião com Comissões da Alesp, secretário garantiu ainda que obras nas estações da CPTM de Mogi das Cruzes começam este ano

ALEXANDRE PELEGI

O Secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, prometeu o início das obras do Terminal Sul de Suzano da EMTU para o próximo ano.

A declaração foi dada em audiência virtual das Comissões de Transportes, Comunicações e Assuntos Metropolitanos da Alesp – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, nesta quinta-feira, 16 de julho de 2020.

Baldy respondeu a questionamento do deputado Estevam Galvão. Esta é a segunda vez que Baldy garante as obras para o deputado. A última vez foi em audiência realizada em dezembro de 2019.

Outra promessa de Baldy diz respeito às estações da CPTM de Mogi das Cruzes que, segundo ele, receberão investimentos ainda neste ano. De acordo com o secretário, as obras nas estações acontecerão em parceria com a iniciativa privada.

Na verdade, a publicação do edital para as obras das estações está previsto para dezembro deste ano.

TERMINAL

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) divulgou no Diário Oficial do Estado no dia 27 de junho de 2020, o julgamento da proposta de preços para contratação de empresa especializada na elaboração dos Estudos Ambientais para a implantação da Estação de Transferência Suzano Sul. Relembre matéria do Diário do TransporteEMTU divulga julgamento de propostas da licitação para Estudos Ambientais da Estação de Transferência Suzano Sul

O Terminal será implantado em Suzano, município da Grande São Paulo. na saída da Estação Suzano, na Linha 11-Coral.

Para a realização da obra é necessário o Licenciamento Ambiental.

A proposta de construção de um novo terminal urbano para Suzano, integrado à Linha11-Coral, vem desde julho de 2015.

Nesse ano, uma reunião entre o então secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, e prefeito da época Paulo Tokuzumi (PSDB), foi definido o investimento de R$ 16 milhões para a construção do Terminal na Rua Doutor Prudente de Moraes (SP-66).

A contratação do projeto, autorizado pelo Estado, previa as licenças ambientais ao custo de R$ 1 milhão, além de recursos para desapropriações (R$ 9 milhões) e a realização da obra (R$ 6 milhões).

Novamente em dezembro de 2019, como mostrou o Diário do Transporte, o Governo de Estado confirmou a obra. A garantia foi dada pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em audiência com o deputado Estevam Galvão. Relembre: Novo terminal de ônibus de Suzano é confirmado pelo Governo do Estado

Na ocasião, o parlamentar apresentou proposta de emenda ao orçamento para ampliar os recursos para as obras.

Segundo o deputado, em nota, a cidade possui apenas um terminal de ônibus que ficou pequeno para a demanda.

A cidade possui apenas o Terminal Norte, mas quem mora na região central e utiliza ônibus na área da rua Prudente de Moraes não tem nenhuma estrutura, como área de embarque e desembarque, segurança e cobertura adequada. A obra é urgente e necessária”.

De acordo com Baldy, o projeto estava sendo elaborado pela EMTU e o cronograma de obras seria definido após a conclusão do projeto executivo.

Agora, com a obtenção da Licença Ambiental, após os estudos contratados (se não houver judicialização do processo licitatório), a construção do Terminal começa a se tornar realidade.

A área para o terminal deve ser de 5,2 mil metros quadrados.

A demanda prevista é de 100 mil passageiros por dia e o equipamento, como orçado em 2015, deve custar R$ 16 milhões.

Haverá integração física com a CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, na estação Suzano da Linha 11-Coral.

ESTAÇÕES

Como mostrou o Diário do Transporte, a CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos abriu em janeiro deste ano um chamamento público para empresas ou mesmo pessoas físicas apresentarem anteprojeto de engenharia para construção e reforma de estações da rede. Relembre: CPTM abre chamamento público para projetos de reformas e concessão de três estações

O chamamento também quer colher referências para formulação de um edital de concessão do uso de três estações: Jundiapeba, Mogi das Cruzes e Estudantes, que integram a linha 11-Coral.

A publicação do edital tem data prevista para dezembro deste ano e deve considerar as propostas apresentadas neste chamamento.

Em março deste ano a CPTM tornou público o nome das quatro empresas que apresentaram o anteprojeto:

1) Consórcio NÚCLEO – CONSULGAL, composto pelas Empresas Núcleo Engenharia Consultiva S.A., Consulgal Brasil – Consultores de Engenharia e Gestão Ltda. e Consulgal S.A. – Consultores de Engenharia e Gestão S.A.;

2) Telar Engenharia e Comércio S.A.;

3) FH1 – Participações e Empreendimentos Imobiliários Ltda., com a Responsabilidade Técnica de Ciro Pirondi Arquitetos Associados S/S Ltda.; e

4) Tetraarq Arquitetura e Projetos Ltda.

O Governador João Doria vem repetindo que até o final de sua gestão, em 2022, vai conceder à iniciativa privada todas as estações da CPTM, não apenas os espaços para quiosques comercias, mas também a administração dos espaços com a possibilidade de construção de imóveis que, ao final do contrato, seriam integrados ao patrimônio do poder público.

Em sua participação na reunião com as Comissões da Alesp nesta quinta, 16 de julho, Baldy afirmou que as estações receberão investimentos ainda neste ano.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. orlando silva disse:

    Vocês acreditam em PAPAI NOEL, AINDA???

Deixe uma resposta