Micro-ônibus que atende travessia da Ponte dos Barreiros, em São Vicente, não será tarifado

Publicado em: 1 de julho de 2020

Modelo de veículo faz a travessia para ambos os lados dos passageiros, já que a estrutura não tem liberação para veículos pesados

WILLIAN MOREIRA

Os passageiros não vão pagar duas tarifas para utilizar os micro-ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) na Ponte dos Barreiros. A travessia liga a área continental da cidade de São Vicente, no Litoral Paulista, até a parte insular (ilha).

O atendimento do transporte coletivo municipal e também o intermunicipal realizado pela EMTU, precisa ser realizado somente com micro-ônibus no local. Isso ocorre em razão do peso máximo suportado pela estrutura, que não permite o trânsito de veículos pesados.

Por essa razão, a EMTU, junto com a concessionária BR Mobilidade que atua na região, colocou à disposição dos passageiros 18 micro-ônibus que realizam a travessia para os dois lados da ponte, sem a cobrança de tarifa, controlando o fluxo através de senhas.

A medida busca evitar o pagamento de mais de uma tarifa. A ação consiste em levar o passageiro para embarcar em sua linha normalmente. Ao chegar nas proximidades da ponte, ele desembarca e recebe uma senha para efetuar a travessia e seguir viagem.

A BR Mobilidade explica, como exemplo, que no lado da ilha de São Vicente, o passageiro com a senha pode efetuar o deslocamento nas linhas intermunicipais até a cidade de Santos, da mesma maneira no sentido oposto.

LAUDO

WhatsApp Image 2020-07-01 at 18.25.14

Este modelo de operação não tem data para se encerrar, podendo ou não sofrer alterações de acordo com o transito permitido na Ponte dos Barreiros, que foi reaberta quase sete meses após ser interditada.

Um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) de São Paulo havia apontado a necessidade de obras emergenciais para evitar o colapso da estrutura.

Desde então 52 estacas foram reformadas, além do tabuleiro e outras partes da estrutura, permitindo assim que fosse no dia 30 de junho de 2020, liberada a circulação de motos, carros de passeio, camionetes e micro-ônibus.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta