Não haverá greve do Metrô de São Paulo nesta quarta-feira, 01º de julho

Publicado em: 1 de julho de 2020

Linhas, 1, 2 e 3 de Metrô e 15 de monotrilho são de operação pública

Decisão foi tomada por metroviários em assembleia virtual nesta terça-feira, 30

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo não entrará em greve nesta quarta-feira, 01 de julho de 2020.

A decisão foi tomada pelos trabalhadores em assembleia virtual na noite desta terça-feira, 30 de junho.

Segundo o diretor do sindicato, Wagner Fajardo, mais de 3 mil pessoas votaram, 79,26% adiaram a greve.

Na próxima semana, deve haver uma nova assembleia.

Na parte tarde houve uma audiência de conciliação no TRT – Tribunal Regional do Trabalho. Foi proposta a manutenção do atual acordo e aberto prazo de 20 dias para discussão e fechamento de um novo acordo coletivo.

Diante dessa possibilidade, a assembleia decidiu suspender a possibilidade de greve.

A categoria se queixa de reduções no valor pago do adicional noturno, hora extra e o fim do adicional de periculosidade para Operador de Transporte Metroviário (OTM) e para os Agentes de Segurança Metroviária (ASM) estão previstas numa readequação proposta pelo Metrô, segundo o Sindicato dos Metroviários.

A rede de metrô de São Paulo é formada pelas linhas de operação púbica: 1-Azul (Tucuruvi / Jabaquara), 2-Verde (Vila Prudente /Vila Madalena), 3-Vermelha (Palmeiras-Barra Funda /Corinthians-Itaquera) e pela linha de monotrilho e 15-Prata (Vila Prudente – São Mateus).

Há também as linhas de operação privada 4-Amarela (Luz /São Paulo-Morumbi) e 5-Lilás (Capão Redondo – Chácara Klabin).

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira, em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Carlos Bartelt disse:

    E quando irão entrar em greve

  2. Juninho Glamm disse:

    Ótima notícia.

Deixe uma resposta