Estabelecimentos comerciais com pessoas sem máscara serão multados em R$ 5 mil e pessoas físicas, em R$ 500, diz Doria

Publicado em: 29 de junho de 2020

Multa será por pessoa e por vez que os fiscais autuarem

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

Os estabelecimentos comerciais que tiverem pessoas sem máscara serão multados em R$ 5 mil, independentemente do porte.

A informação é do governador João Doria, em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 29 de junho de 2020.

Por sua vez, as pessoas físicas serão multadas em R$ 500 em espaços públicos e abertos, o que inclui o transporte coletivo.

“No sistema de trilhos já não pode entrar na estação sem máscara e vamos intensificar a vigilância no transporte por ônibus” – disse Doria

A penalidade começa a valer a partir de quarta-feira, 01º  de julho.

Por um número de telefone, o cidadão poderá fazer denúncias de locais onde as pessoas estão sem máscara: 0800 771 3541

O dinheiro vai para o fundo de segurança alimentar.

Doria ainda disse que aguarda para esta semana que a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorize para se iniciem os testes da vacina entre o Instituto Butantã e o laboratório chinês. O governador ainda parabenizou o Ministério da Saúde pelo acordo para teste e desenvolvimento de vacina juntamente com Oxford.

Bruno Covas e demais prefeitos se comprometerem a criar um programa rigoroso para impedir pancadões e festas clandestinas.

“Em três meses Governo do Estado de São Paulo criou mais vagas de UTI que o SUS em toda a sua história e isso será um legado para a população” – disse Doria.

O secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, atualizou os números da Covid-19 até o início da coletiva.

Covid-19 – 29/06/2020

BRASIL – 1.344.143 casos confirmados – 57.622 óbitos
SÃO PAULO – 275.145 casos confirmados – 14.398 óbitos

Taxa ocupação UTI
ESTADO SP – 65%
GRANDE SP – 66,6%

Internados
UTIs- 5.336
Enfermaria – 7.697

Altas/curados – 43.855

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta