Santuário de Aparecida define protocolos para receber fiéis com foco em transportes

Funcionário faz higienização no templo. Foto Matheus Andrade: Assessoria de Imprensa/Santuário Nacional de Aparecida

Local é um dos principais destinos de ônibus de fretamento do País

ADAMO BAZANI

A Basílica da Padroeira do Brasil, em Aparecida, no interior paulista, informou por meio de nota neste sábado, 27 de junho de 2020, que definiu protocolos para voltar a receber fiéis com segurança para evitar o contágio pela Covid-19.

O espaço está entre os principais destinos religiosos para ônibus de fretamento do País, juntamente com o Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, na capital paulista, e o Salão de Assembleias, espaço para congressos em Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo, das Testemunhas de Jeová.

De acordo com a assessoria de imprensa do Santuário de Aparecida, na manhã desta sexta-feira, 26, equipes da Secretaria de Saúde e do Comitê de Crise da Prefeitura de Aparecida visitaram o templo católico e conheceram os protocolos.

A prefeitura de Aparecida deve dar uma resposta ao Santuário a partir de segunda-feira, 29, autorizando a retomada das celebrações ou com determinações de mudanças nos protocolos propostos.

Entre as medidas que a administração da Basílica criou está a criação de uma rota fixa dos romeiros desde a entrada e dos ônibus fretados até o interior do templo. Foi criado um esquema de fluxo de pessoas, segundo nota do Santuário, para evitar aglomerações.

Todos os fiéis terão a temperatura aferida na entrada do templo.

Haverá espaçamento nos bancos e a igreja comprou novos totens com álcool em gel, bombas costais para higienização de grandes espaços e a aquisição de equipamentos de proteção individual para os funcionários.

Os responsáveis pela Basílica também apresentaram o treinamento que ministraram aos funcionários e para os padres.

Desde o dia 16 de junho, templos de diversos segmentos religiosos já podem abrir em Aparecida, mas o Santuário ainda não recebeu autorização por causa da grande concentração de pessoas que atrai.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Sandra Ap Dos Santos vulto disse:

    Se Deus quiser setembro vou 60 romeiros ao santuario eu tenho muita fé em.nossa senhora sei que ela vai providenciar está romaria

Deixe uma resposta