Ônibus de Bertioga voltam a operar parcialmente após greve

Nos horários de pico, dez ônibus estão operando. Foto: Gabriel Dias/Ônibus Brasil.

Trabalhadores seguiram a determinação da Justiça com pelo menos 80% da frota nos horários de maior movimento

WILLIAN MOREIRA

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) determinou que os funcionários do transporte coletivo na cidade de Bertioga, no litoral de São Paulo, retornassem as atividades de forma parcial para garantir o acesso da população ao serviço.

Na terça-feira, 16 de junho de 2020, os veículos retornaram parcialmente e atenderam a decisão do TRT de que no horário de pico da manhã e da tarde, pelo menos 80% da frota estivesse nas ruas, e nos demais horários 60% dos veículos. No pico, estão circulando 10 ônibus de 12 totais e no restante do dia, 5 veículos.

A categoria cobra o pagamento por parte da Viação Bertioga, dos salário, vale refeição e de cestas básicas referente ao mês de maio, que não foram efetuados.

A empresa justifica o atraso nos vencimentos dizendo que a diminuição de cerca de 80% da demanda de passageiros no setor, causou uma crise financeira e dificuldades em honrar os compromissos.

No mês de maio um acordo com a mediação do Tribunal do Trabalho, havia assegurado o emprego de 70 funcionários e estabilidade de 30 dias, mesmo no período atual. Mas com a nova paralisação que ocorreu, uma nova tentativa de acordo entre o sindicato e empresa deverá acontecer, ou no caso a Viação Bertioga conseguir efetuar o pagamento do que é reivindicado, a paralisação mesmo que parcial deve se encerrar.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta