Motoristas e cobradores de ônibus da Grande Recife querem 100% da frota e fazem manifestação

Publicado em: 16 de junho de 2020

Entidade trabalhista esteve em garagem. Foto: Divulgação Sindicato dos Rodoviários

Trabalhadores temem contágios pela Covid-19 e ainda reclamam da violência. Na segunda-feira, cobrador foi morto em assalto

ADAMO BAZANI

Motoristas e demais funcionários do sistema de ônibus da Grande Recife realizaram na manhã desta terça-feira, 16 de junho de 2020, uma manifestação em vias como da Aurora, do Hospício, Sete de Setembro, Avenida Conde da Boa Vista e da Rua Gervásio Pires.

Os profissionais pedem 100% da frota escalada de antes da pandemia da Covid-19 para circulação imediata.

Após a abertura parcial de algumas atividades, os veículos começaram a andar ainda mais lotados, de acordo com a categoria, que teme os riscos maiores de contágio.

As empresas de ônibus dizem que a demanda ainda está em torno de 30% menor que o habitual.

Além da totalidade da frota, os trabalhadores protestam contra a violência.

Nesta segunda-feira, 15, o cobrador Gilson Pereira da Silva, morreu baleado em um assalto na linha Jaboatão/Piedade.

Na manhã desta terça-feira também, membros do Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana estiveram na garagem da empresa Metropolitana. A entidade se queixa da “retirada dos cobradores de várias linhas nas últimas semanas, sem a autorização do governo do Estado. Além disso, a Metropolitana não está fornecendo EPI de forma adequada aos trabalhadores. Por fim, a empresa está descumprindo, de se o dia 10 de Junho, ordem judicial para reintegrar os rodoviários demitidos em massa.” – de acordo com nota da entidade sindical.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Daniel simao disse:

    Sou cobrador da metropolitana fui demitido não recebi nada e não me atendem .
    O que vou fazer tô passando dificuldade

Deixe uma resposta