Ônibus de Santo André poderão deixar de parar nos pontos para passageiros em caso de superlotação

Frota será reforçada nesta segunda-feira. Foto: Adamo Bazani.

Informação foi divulgada pela secretária adjunta de Mobilidade Urbana, Andrea Brisida, contudo não foram detalhados critérios para considerar veículo superlotado

JESSICA MARQUES
*Colaborou Willian Moreira

Os motoristas de ônibus de Santo André, no ABC Paulista, poderão deixar de parar nos pontos para os passageiros em caso de superlotação. A informação foi divulgada pela secretária adjunta de Mobilidade Urbana, Andrea Brisida, contudo não foram detalhados critérios para que os profissionais possam considerar o veículo superlotado.

De acordo com a secretária, a medida será adotada se o ônibus estiver “mais cheio que o normal”. Desta forma, o motorista deverá avaliar caso a caso o que fazer, uma vez que não há na cidade uma regra para considerar o veículo superlotado, como número de passageiros ou proibição de pessoas em pé.

“Essa questão de qual é o nível de serviço adequado é muito polêmica. O que é evidente é que quanto menos pessoas próximas umas das outras melhor para reduzir o contágio, mas não tem fórmula mágica para que a gente consiga dar conta da situação que estamos vivendo hoje. Não há um consenso técnico sobre o que é mais adequado”, disse Andrea Brisida.

A declaração da secretária adjunta foi feita durante entrevista ao jornal Repórter Diário, na noite deste domingo, 14 de junho de 2020. Confira:

FROTA

Brisida afirmou ainda que a frota de ônibus em operação vai passar dos atuais 168 veículos circulando em dias úteis para 225. Contudo, ao contrário do que foi informado pelo prefeito Paulo Serra, a secretária afirmou que é “complicado” colocar 100% dos coletivos para atender os passageiros, mas que será feito o “máximo possível” para chegar a este percentual.

A situação é difícil, segundo Brisida, porque 30% dos motoristas estão afastados. Ao todo, 350 trabalhadores estão em casa, seja por fazerem parte do grupo de risco da Covid-19 ou por terem o contrato suspenso, com respaldo da Medida Provisória 936.

Além disso, a secretária afirmou que a demanda está em 28,8%, o que significa 60.800 passageiros por dia na última semana. Além disso, somente no mês de maio, foram transportados 7.300 idosos, que não pagam a tarifa e estão em grupo de risco da Covid-19.

RETOMADA

As prefeituras do ABC Paulista informaram ao Diário do Transporte a operação do transporte coletivo para a retomada do comércio nesta semana. A partir de segunda-feira, 15 de junho de 2020, algumas atividades econômicas voltam a funcionar, com horários escalonados e medidas de higienização reforçadas por conta da pandemia de Covid-19.

Relembre: RETOMADA: Confira horários de comércios e operação do transporte coletivo no ABC Paulista

O prefeito de Santo André, no ABC Paulista, Paulo Serra, afirmou que a cidade terá 100% da frota de ônibus em operação a partir desta segunda-feira, 15.

Além disso, o prefeito divulgou os horários escalonados para reabertura do comércio. As medidas têm como objetivo evitar aglomeração no transporte coletivo, por conta da pandemia de Covid-19.

De acordo com o prefeito, a partir de segunda-feira, poderão ser reabertos os seguintes estabelecimentos: imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio de rua, shopping, indústria e construção civil, que já estavam liberados.

Os demais estabelecimentos, com exceção dos essenciais que já funcionam como mercados e farmácias, ainda não estão autorizados a abrir as portas. No caso dos shoppings, as praças de alimentação ficarão fechadas. Os detalhes serão divulgados em Diário Oficial no sábado, 13 de junho de 2020, segundo Serra.

Confira os horários divulgados pelo prefeito:

Comércio de rua, galerias, comércio de rua, concessionárias de veículos e revendedoras: 11h às 15h.

Shoppings: 16h às 20h, com praça de alimentação fechada, entregando apenas por delivery ou drive-thru.

Escritórios e imobiliárias: 10h às 14h.

De acordo com a Prefeitura, para todos os estabelecimentos, é obrigatório o uso de máscara, controle eventual de fila fora do estabelecimento, distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as posições de trabalho, e o mesmo distanciamento entre os clientes com sinalização, além de pontos de álcool em gel para funcionários e clientes.

“Outros protocolos são priorizar o afastamento de colaboradores na zona de risco, veto do uso de valets e manobristas, fixação de orientações impressas nas paredes, workshops e outros esforços de sensibilização, esquema especial de limpeza e higienização dos ambientes.”

Leia mais detalhes: Santo André terá 100% da frota de ônibus a partir de segunda (15) e divulga horários escalonados para comércio

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. reparem que o ponto da praça embaixador Pedro de Toledo, centro,Santo André, tem um banner anunciando 250 veiculos na frota..no futuro…SERÁ??.
    Vou registrar isso e depois cobrar..

  2. Alan silva disse:

    Ja não paravam quando havia uma pessoa!

  3. TSUYOSHI KOJIMA disse:

    LOTADO = Todos os assentos ocupados e sem passageiros DE PÉ transportados.

  4. Osvaldo disse:

    O que precisa mesmo e acabar com esse monopólio da única empresa que presta serviços em sto André . Já não chega na época daquele partido criminoso ? Tinha que continuar ? Qdo essa frota realmente vai ser renovada e os serviços oferecidos ,que eram péssimos continuam pior ainda durante a Pandemia

  5. Ceci disse:

    CADÊ A NOVIDADE?? JÁ Ñ PARAVAM ANTES, SEMPRE ATRASADOS, ÔNIBUS LOTADOS! APENAS MAIS DO MESMO!
    🤷🏼‍♀️🤷🏼‍♀️🤷🏼‍♀️🤷🏼‍♀️

  6. Carlos Eduardo de Souza disse:

    Isso não é novidade. Muitos motoristas deixam passageiros no ponto não é de hoje. Fora os ônibus que não funcionam o elevador para cadeirante.

  7. Cristiano de Melo disse:

    Kkkkkk a tá ele não pode para se está lotado não cabe mais ninguem caraca que gênio

  8. Jair disse:

    Coloca mais ônibus na linha t 23 urgente
    Uma hora hora no ponto ,aí vem lotado mesmo.

  9. klever disse:

    para nós que necessitamos colocar a digital é triste pois tem que retirar a luva e não acredito na higienização do leitor da digital

Deixe uma resposta