Cinco trens da CPTM recebem ‘máscaras’ em ação de prevenção à Covid-19

Publicado em: 9 de junho de 2020

Ao todo, participam da ação dois trens da Linha 11-Coral, um da 9-Esmeralda, outro na 10-Turquesa e um 12-Safira. Foto: Divulgação / CPTM.

Adesivos têm como objetivo lembrar passageiros sobre importância do uso da proteção

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informou que cinco trens receberam adesivos de máscaras nesta terça-feira, 09 de junho de 2020. O objetivo da ação é lembrar os passageiros da importância de se proteger durante a pandemia de Covid-19.

A companhia informou que as composições receberão máscaras de proteção na frente e na parte traseira. Ao todo, participam da ação dois trens da Linha 11-Coral, um da 9-Esmeralda, outro na 10-Turquesa e um 12-Safira.

De acordo com a CPTM, tanto o material quanto a mão de obra para a instalação dos adesivos foram doados pela empresa Viskom, que apresentou Proposta de Doação após chamamento público da CPTM.

Cada “máscara” terá 3,2 metros de largura e 1,30 de altura. A previsão da CPTM é que os adesivos permaneçam nos trens ao menos até o fim da pandemia e a esperada volta à normalidade.

“Esta será uma forma divertida e bastante atrativa de relembrar a todos sobre a importância do uso de máscaras. Além de obrigatória, ela reduz de forma considerável o risco de transmissão da Covid-19. A adesão ao uso das máscaras foi muito expressiva entre os passageiros. E a CPTM segue com diversas campanhas de conscientização, inclusive, com distribuição de máscaras aos passageiros. Já distribuímos mais de 150 mil máscaras entre as campanhas de conscientização e eventos de datas comemorativas, como o Dia do Abraço”, disse Pedro Moro, presidente da CPTM, em nota.

USO OBRIGATÓRIO

Desde o início de maio, o uso de máscara é obrigatório em todo o Estado de São Paulo. No transporte público, o passageiro sem máscara é abordado por fiscais da CPTM na entrada das estações, que solicitam a colocação do utensílio antes de entrar no sistema, segundo a companhia.

“Além disso, caso uma pessoa seja localizada dentro dos trens e estações sem ela ou usando a máscara incorretamente ela será orientada pelas equipes da companhia e, em caso de recusa, o passageiro pode ser retirado do sistema”, informou a CPTM, em nota.

OUTRAS AÇÕES

No final de abril, a CPTM adquiriu 8,3 mil máscaras de pano e mais de 128 mil descartáveis para os seus colaboradores, e a empresa está em processo de licitação para novas compras.

“Além disso, no final de maio a CPTM doou 20 mil máscaras de proteção para duas associações da Capital (nas zonas leste e oeste), com o objetivo de ajudar na prevenção e controle da pandemia de Covid-19. Metade das máscaras foram destinadas à Aqualiprof – Associação para Qualificação Profissional e Social dos Moradores do Jardim Pedro Nunes”, detalhou a CPTM, em nota.

“As outras 10 mil máscaras foram entregues pelo próprio presidente da CPTM, Pedro Moro, e pelo Diretor de Operação, Luiz Argenton, para a Associação Educar para Vida, que promove parcerias com várias faculdades, conseguindo descontos para seus associados e oferece cursos profissionalizantes”, explicou também.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta