BRT do Rio de Janeiro recebe mais de 170 multas em um dia por superlotação e irregularidades

Publicado em: 9 de junho de 2020

Agentes atuaram nos terminais Alvorada e Santa Cruz, e nas estações Mato Alto, Pingo D´água e Madureira. Foto: Divulgação.

Consórcio está utilizando ônibus convencionais como apoio nesta semana

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, aplicou 171 multas no Consórcio BRT Rio em apenas um dia. As irregularidades foram lotação, intervalo entre os ônibus acima do determinado, falta de organização de filas no terminal, portas com defeito e falta de informação aos passageiros nos monitores.

A ação foi realizada nesta segunda-feira, 08 de junho de 2020. De acordo com a Prefeitura, os 35 agentes da Secretaria atuaram nos terminais Alvorada e Santa Cruz, e nas estações Mato Alto, Pingo D´água e Madureira.

“O reforço nas ações, tanto de orientação aos passageiros quanto de fiscalização dos serviços, é fundamental neste momento de retomada das atividades, já que a demanda de passageiros vai aumentar gradualmente. O objetivo é que os cariocas sejam transportados com segurança, respeitando as recomendações dos órgãos de saúde”, afirmou o secretário municipal de Transportes, Paulo Jobim, em nota.

Após a fiscalização, o BRT Rio informou, em nota, que dez ônibus urbanos vão reforçar o sistema nesta quarta-feira, 10, no Terminal Santa Cruz.

“A partir das 5h30, eles circularão diretamente até o Terminal Alvorada, sem utilizar a pista do BRT. A medida foi tomada para cumprir o decreto municipal que proíbe passageiros em pé”, informou o consórcio, em nota.

ORIENTAÇÕES

A Prefeitura informou ainda que os fiscais orientaram os passageiros sobre os cuidados necessários para evitar lotação e aglomeração. Além disso, os agentes também foram orientados a verificar a higienização e o estado de conservação dos coletivos.

Outros itens verificados foram o funcionamento dos painéis de previsão de chegada dos ônibus, a operação das bilheterias, a disponibilização de orientação quanto ao novo coronavírus, o transporte de passageiros somente sentados e o uso de máscara pelos motoristas, por conta da pandemia de Covid-19.

Desde o início das ações de enfrentamento ao coronavírus, foram aplicadas 839 multas por transporte de passageiros em pé e outras irregularidades nos serviços do BRT e de ônibus convencionais.

“Nesta retomada gradual precisamos assegurar que o transporte seja sanitariamente satisfatório. Por isso, nossa fiscalização será diária nos principais terminais e estações. As medidas serão reavaliadas a todo instante, para calibrarmos as melhores e mais responsáveis soluções”, disse também o Subsecretário de Transportes, Allan Borges.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta