CPTM assina com a Socicam contrato de concessão comercial da estação Brás por R$ 91 milhões

Estação é uma das mais movimentadas do sistema

Validade é de 30 anos e contratação prevê melhorias no espaço

ADAMO BAZANI

A Socicam, que já administra terminais rodoviários como Tietê (zonas Norte), Barra Funda (zona Oeste) e Jabaquara (zona Sul), passa também a ser responsável pela exploração comercial da estação Brás da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

A estatal de transportes publicou nesta quarta-feira, 03 de junho de 2020, o extrato de contrato com a empresa, após conclusão de licitação.

A contratação é para “concessão de uso de área comercial da Estação Brás, identificada como Master Concessão Comercial Brás, para exploração comercial integrada de lojas e espaços pertencentes à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM”

A Socicam vai lucrar alugando os espaços para os comerciantes e terá de pagar encargos para a CPTM.

Além disso, como mostra o extrato, a administradora privada vai ser responsável pela “administração, conservação, manutenção e vigilância da área comercial”.

O valor do contrato é de R$ 91,6 milhões (R$ 91.633.056,00) e a validade é de 30 anos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. vagligeiro disse:

    AH NÃO!

    O lanche de 5 vai para 20 reais! E vão perseguir todo mundo que tira foto na estação! vai vendo!

Deixe uma resposta