Terminais de ônibus Capelinha e João Dias, em São Paulo, serão sanitizados nesta segunda, 25

Publicado em: 25 de maio de 2020

Terminal João Dias. Região na zona Sul tem vários casos de covid-19. Foto: Divulgação

Desinfecção e eliminação de vírus e bactérias será feita pela Secretaria da Saúde, como estratégia para intensificar as ações de proteção à população contra a covid-19

ALEXANDRE PELEGI

Começa nesta segunda-feira, 25 de maio de 2020, uma ação de sanitização para desinfecção e eliminação de vírus e bactérias dos terminais de ônibus da capital.

O trabalho, desenvolvido pela Secretaria da Saúde, inicia a partir das 14 horas, e visa intensificar as ações de proteção à população contra a covid-19, doença provocada pelo coronavírus.

O processo começa pelos terminais dos bairros com números altos de casos da doença, iniciando pelo Terminal Capelinha e João Dias, ambos na Zona Sul da cidade.

A SPTrans apoia o trabalho e garante que ele não prejudicará a circulação das pessoas que realmente necessitam utilizar o terminal durante esta quarentena, pois será realizada estrategicamente no período da tarde, antes do horário de maior fluxo.

Agentes de endemia atuarão em duplas nos terminais, utilizando pulverizadores costais, o mesmo equipamento usado no combate ao Aedes aegypti.

Será utilizada uma mistura de água sanitária (hipoclorito de sódio) com água, formando um agente ativo na desinfecção e limpeza capaz de eliminar o vírus da covid-19.

Em comunicado da prefeitura paulistana, a coordenadora da Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde), Solange Saboia, explica que a sanitização nos espaços com circulação de pessoas é mais uma importante medida de saúde pública para inibir a disseminação do coronavírus na cidade de São Paulo.

Essas iniciativas agregam as ações sanitárias que vêm sendo desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde e das Supervisões de Vigilância em Saúde, em parceria com as subprefeituras da capital. Desta forma, protege ainda mais a população contra a covid-19“, disse a coordenadora.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta