Demanda de passageiros nos ônibus em São Paulo caiu mais no feriado antecipado de quinta-feira, diz SPTrans

Publicado em: 22 de maio de 2020

(Foto: Arquivo/Ilustrativa)

Expectativa é de nova redução no feriado de “9 de Julho” que foi adiantado para 25 de maio

ADAMO BAZANI

A demanda de passageiros transportados pelos ônibus da capital paulista teve uma redução maior nesta quinta-feira (21), segundo dia de feriado antecipado pelo prefeito Bruno Covas, do que na quarta-feira (20), primeiro dia.

Segundo a SPTrans, gerenciadora do sistema de transportes da cidade, enquanto que na quarta-feira (20) os ônibus transportaram 788 mil pessoas, na quinta (21), a demanda foi de 728 mil.

Os dados foram informados pela SPTrans em resposta aos questionamentos do Diário do Transporte. Na segunda-feira (18) e na terça-feira (19), sem os feriados antecipados, a demanda média diária foi de 1,06 milhão.

Ao Diário do Transporte

A/C Adamo Bazani

A SPTrans informa que na atual semana, a média de pessoas que utilizaram os ônibus nos dias 18 e 19 ficou em, aproximadamente, 1 milhão e 67 mil. No dia 20 de maio, quarta-feira, feriado de Corpus Christi, foram transportadas 788 mil pessoas e no dia 21, quinta-feira, feriado da Consciência Negra, 728 mil. A frota de ônibus diária entre os dias 20 e 25 de maio está mantida em 5.991 veículos.
Importante mencionar que as quantidades estimadas de pessoas estão sujeitas a revisão após a consolidação do banco de dados do sistema.

Assessoria de Imprensa – SPTrans

Na segunda-feira, 25 de maio, que será feriado antecipado de “9 de Julho”, por decreto estadual, a frota da cidade permanecerá em  5.991 ônibus. Funcionarão 1.013 linhas, incluindo as 150 noturnas.

O atendimento nos postos de venda em terminais de ônibus e no Expresso Tiradentes, permanecerá das 6h às 22h. Já as lojas Augusta, Metrô Jabaquara e Santana estarão fechadas.

Se a demanda de ônibus teve uma queda significativa, o isolamento social, para conter o avanço da Covid-19, subiu pouco.

Na quarta-feira (20), o isolamento na cidade de São Paulo medido pelo sistema de monitoramento de celulares, foi de 51%, Na quarta-feira (13) foi de 48%, semana que vigorava o rodízio ampliado de veículos (par e ímpar)

Já no segundo dia de feriado antecipado, quinta-feira (21), o isolamento foi de 52%. Na quinta-feira anterior (14), ainda com o rodízio ampliado, o isolamento foi de 49%.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. RodrigoZika disse:

    Feriados inúteis só pra atrapalhar quem precisa trabalhar, isso inclui segunda feira, tudo isso só pra aumentar no máximo 3% o isolamento, piada.

Deixe uma resposta