ANTT autoriza Guarulhos a construir viaduto do corredor de ônibus Santos Dumont

Publicado em: 14 de maio de 2020

Obras do corredor são executadas pelo consórcio T-A Trail/Arvek. Fotos: Márcio Lino/PMG.

Transposição será sobre a rodovia Presidente Dutra, em Cumbica

JESSICA MARQUES

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) autorizou a Prefeitura de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, a construir o viaduto de transposição sobre a rodovia Presidente Dutra.

De acordo com a Prefeitura, o novo elevado faz parte das obras de implantação do corredor de ônibus Santos Dumont, em Cumbica. O objetivo da intervenção é “proporcionar considerável aumento da velocidade média dos coletivos, reduzindo assim o tempo gasto pelos usuários do sistema e desafogando o tráfego de veículos na própria avenida.”

A administração municipal informou ainda que mais de 53% da obra já foi executada, faltando apenas o viaduto de transposição, que já foi aprovado pela ANTT, e o trecho denominado binário, que consiste em transformar vias paralelas e próximas de mão dupla em vias de sentido único.

O corredor Santos Dumont é parte integrante do plano de mobilidade urbana da cidade e se ligará aos futuros corredores  das avenidas Papa João Paulo I e Monteiro Lobato, cuja licitação está prevista para o mês de junho e conclusão das obras deverá ocorrer em 2021.

Em nota, o secretário municipal de Obras, Marco Antonio Guimarães, afirmou que, com a implantação desses três corredores de ônibus na cidade, haverá uma melhora significativa no transporte público.

“Com a separação clara das pistas de rolamento de coletivos e de veículos, haverá o aumento do fluxo dos ônibus, diminuindo assim o tempo de cada viagem”, disse, em nota.

INVESTIMENTO

corredor santos dumont 7

Orçada em R$ 50,5 milhões, a obra conta com execução do consórcio T-A Trail/Arvek e gerenciamento da Secretaria de Obras de Guarulhos. Os recursos são provenientes da Prefeitura e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, do governo federal. O corredor tem 5,7 quilômetros de extensão, incluindo pistas nos dois sentidos.

“A obra beneficiará mais de 90 mil passageiros das 11 linhas municipais e 15 intermunicipais que trafegam pelo local. O corredor tem início na avenida Guinle e vai até a rua Cariri Açu. São seis estações de embarque, retorno na altura da rua Justino de Maio, um viaduto de estrutura metálica sobre a rodovia Presidente Dutra e uma ciclovia de 2,5 quilômetros entre as pistas”, informou a Prefeitura.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. ANTONIO CARLOS DOS SANTOS disse:

    Enquanto isso,no trevo de Bonsucesso em guarulhos… Obra bilhonaria que se tornou fonte de corrupção e descaso político e da justiça do MP.

Deixe uma resposta