Composição do monotrilho da linha 17 terá 5 carros e fluxo diário pode chegar a 185 mil passageiros, diz BYD

Publicado em: 7 de maio de 2020

Ao todo são 14 trens. Modelo deve ser exportado para outros países da América Latina

ALEXANDRE PELEGI

O Metrô de São Paulo e a BYD SkyRail São Paulo assinaram o contrato para o fornecimento dos trens do Projeto Linha 17 (Ouro).

Caberá agora à empresa o fornecimento de 14 composições (trens) do sistema Skyrail, com cinco carros cada um, projetado para atingir um fluxo diário de até 185 mil passageiros com a conclusão total da linha.

Segundo comunicado da gigante chinesa, o contrato engloba ainda a instalação de portas de plataforma nas oito estações da linha, equipamentos para o sistema de alimentação elétrica, aparelhos de mudança de via e de manutenção dos trens e sistema de controle central.

A primeira fase do projeto da Linha 17 prevê a ligação do Morumbi ao aeroporto de Congonhas, trajeto com 7.7 Km e oito estações. Com as outras duas fases, o projeto alcança 17,7 km.


traçado_linha17


Este contrato é o segundo grande projeto da BYD de Skyrail no Brasil. O primeiro está em curso na Região Metropolitana de Salvador.

O SkyRail da BYD é um sistema de monotrilho suspenso, projetado para auxiliar na solução do congestionamento do tráfego urbano.

O investimento da empresa foi de 1 bilhão de dólares (cerca de R$ 5,86 bilhões).

O modelo foi desenvolvido por uma equipe de P&D com mais de mil profissionais.

A BYD garante que o SkyRail traz custos mais baixos, menor período de construção e maior adaptabilidade do terreno quando comparado às tecnologias concorrentes, “além de ser eficiente em termos energéticos, com emissão zero de poluentes e operação silenciosa”.

Tyler Li, Presidente da BYD Brasil, destacou que a obra é aguardada há anos pela população de São Paulo. “Teremos um enorme prazer em realizar este projeto de suma importância para a mobilidade da maior cidade do Brasil”, comemora.

O processo de licitação, segundo a empresa, levou em consideração a experiência da BYD Skyrail em fornecer uma solução integrada, incluindo veículos, pistas, estações e controle automático de sistemas de sinais de comunicação; e capacidade de fornecer soluções personalizadas com base em diferentes terrenos e localidades.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Rodrigo disse:

    Vou ser fiscal desta opção, se de fato se concretizar.

  2. Edson disse:

    Não entendo..185.000 passageiros por dia
    Segundo nosso ilustre governador João traidoria essa demanda seria suprida por um corredor de ônibus já que ele cancelou o contrato do monotrilho do Abc com uma demanda estimada acima de 300.000 pessoas alegando o mesmo.
    Além de pagar uma multa absurda por romper o contrato ate agora nenhuma posição do corredor de ônibus

Deixe uma resposta