Rodoviários de Vitória mantêm paralisação total nos ônibus

Publicado em: 5 de maio de 2020

Funcionários da empresa de ônibus Tabuazeiro estão há dois meses sem receber salários. Foto: Sindicato dos rodoviários.

Categoria ainda aguarda negociação para pagamento de salários

JESSICA MARQUES

A greve de ônibus de Vitória, no Espírito Santo, continua nesta terça-feira, 05 de maio de 2020, com paralisação total. Os rodoviários ainda aguardam uma negociação para o pagamento dos salários.

Como mostrou o Diário do Transporte, a greve na capital começou no dia 23 de abril somente com a Tabuazeiro. No dia 27, pararam os coletivos das outras empresas nas linhas municipais. As empresas de ônibus alegam dificuldades financeiras devido à queda do número de passageiros ocasionada pela crise da Covid-19.

O sindicato dos rodoviários informou que os funcionários da empresa de ônibus Tabuazeiro estão há dois meses sem receber os salários. Na quinta-feira passada, 30 de abril, houve uma nova rodada de negociações, que terminou sem acordo entre os trabalhadores e as viações.

Desde a última quarta-feira, 29, deveriam ter sido colocados nas ruas 30% da frota programada da Viação Tabuazeiro e 100% dos ônibus escalados das empresas Unimar e Grande Vitória, de acordo com decisão da Justiça, que ainda determinou multa de R$ 200 mil à entidade trabalhista.

Ainda assim, nesta terça-feira, os rodoviários foram orientados pelo sindicato a permanecerem na entrada das garagens pela manhã, para uma reunião. Desta forma, os ônibus não saíram para operação.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Wanderson disse:

    Olha jessica os rodoviario da tabuazeiro não estão querendo almento não, simplesmente a empresa não pagou nada pra gente.
    Por isso nada de 30%.
    So volta depois de recebermos.

Deixe uma resposta