Barreira sanitária é instalada na Rodoviária de Vitória (ES) e em acessos à cidade

Publicado em: 25 de abril de 2020

Foto: Prefeitura da cidade de Vitória/Divulgação

Ação faz parte de medidas tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde para prevenção ao novo coronavírus

WILLIAN MOREIRA / ALEXANDRE PELEGI

A partir desta sexta-feira, 24 de abril de 2020, a Secretaria Municipal de Saúde da cidade de Vitória (SEMUS), capital do Espírito Santo, coloca em funcionamento uma “barreira sanitária” na Rodoviária do município.

Uma dupla de servidores da saúde vai abordar passageiros que estejam chegando à cidade e identificar se algum deles apresenta sintomas da Covid-19 ou algum sintoma gripal. O teste será feito por medição da temperatura corporal quando os passageiros desembarcarem.

De acordo com a gerente da Vigilância em Saúde, Arlete Frank Dutra, em nota divulgada para a imprensa, “a barreira sanitária é importante para identificarmos as pessoas com sintomas gripais de forma precoce. Assim, você faz as recomendações no tempo oportuno, como buscar os serviços de saúde e evitar que essa pessoa circule pela cidade. Essas medidas reduzem a velocidade da transmissão do coronavírus”.

As pessoas que estiverem com sintomas respiratórios serão monitoradas pelas unidades de saúde, caso residam na cidade de Vitória. Se a pessoa morar em outra cidade, será orientada a procurar atendimento de saúde e deverá fornecer o endereço onde ficará na capital.

A barreira sanitária na rodoviária funcionará de segunda a sábado das 7h às 19h.

BARREIRAS SANITÁRIAS NOS ACESSOS À GRANDE VITÓRIA

O governo do Espírito Santo montou seis barreiras sanitárias nas principais vias de acesso à Grande Vitória.

Os pontos estão localizados em Vila Velha (ES-060, em Ponta da Fruta), Serra (no posto da Polícia Rodoviária Federal na BR-101 e na ES-010, em Nova Almeida), Viana (no posto da PRF, na BR-101) e em Alfredo Chaves (na BR-262 e na BR-101).

O governador Renato Casagrande (PSB) explicou nesta sexta, 24, em um pronunciamento pela internet, que a medida ajudará na orientação e na verificação do estado de saúde de motoristas e passageiros que trafegam pelas principais rodovias do Estado.

Isso pode nos ajudar muito a identificar mais cedo se estamos com alguma virose ou não, nos isolarmos e, ao mesmo tempo, ir vigiando também e monitorando outras pessoas da nossa família e da nossa região“, explicou o governador.

Na quinta, 23, primeiro dia de fiscalização, foram abordadas 9.414 pessoas, 106 ônibus, 1.998 carros e motos e 1.596 veículos de carga.

Atuam em conjunto nas barreiras militares do Exército, do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, PRF e agentes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), das secretarias estadual e municipais de saúde e das respectivas guardas municipais.

A equipe de fiscalização afere a temperatura dos motoristas e passageiros de carros, caminhões e ônibus.

As pessoas têm de responder a um questionário, sobre locais que frequentaram recentemente. Caso alguém tenha vindo de cidade com casos confirmados da covid-19, mais perguntas são feitas para detectar sintomas da doença, como febre.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta