Santo André e São Bernardo do Campo oferecem cestas básicas a taxistas e profissionais de transporte escolar

Publicado em: 24 de abril de 2020

Em São Bernardo do Campo, são 1.546 condutores escolares e monitores, autônomos e cooperados, que atuam na cidade, além dos 324 taxistas com registro no município.

Objetivo é auxiliar durante crise provocada pela pandemia do novo coronavírus

JESSICA MARQUES

As prefeituras de Santo André e São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, decidiram oferecer cestas básicas a taxistas e profissionais de transporte escolar. O objetivo é auxiliar os trabalhadores do setor durante o período de crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Em Santo André, a Prefeitura informou que vem adotando diversas medidas para preservação dos empregos e a manutenção dos profissionais do transporte escolar e taxistas. Entre elas estão a prorrogação de renovação de alvarás, vistorias e pagamentos de taxas dos permissionários.

Além disso, o município vai oferecer na próxima segunda-feira, 27 de abril de 2020, uma cesta básica para cada taxista cadastrado da SATrans. A entrega será das 9h às 15h, no estacionamento do Paço Municipal, em formato de drive-thru.

Nesta data, basta o profissional comparecer no Paço com documento de identificação com foto, no horário estipulado. No dia seguinte, terça-feira, será a vez dos profissionais do transporte escolar, com a entrega feita nas mesmas condições.

“Essas medidas visam minimizar os impactos do novo coronavírus na vida dessas pessoas. Vale destacar também que a SATrans possui um cadastro atualizado de todos os permissionários do transporte escolar na cidade e que todos os beneficiários serão avisados sobre a retirada destas cestas por meio do sindicato que representa a categoria”, informou a Prefeitura, em nota.

SÃO BERNARDO DO CAMPO

Em São Bernardo do Campo, a Prefeitura deu início no último sábado, 18 de abril de 2020, à distribuição de cestas básicas para trabalhadores do transporte, que tiveram suas atividades impactadas pelas medidas de contenção da Covid-19.

Na cidade, o benefício contemplou os 1.546 condutores escolares e monitores, autônomos e cooperados, que atuam na cidade, além dos 324 taxistas com registro no município.

A ação foi concluída na terça-feira, 21 de abril de 2020, para todos os profissionais de transporte escolar cadastrados, segundo a Prefeitura. Os taxistas ainda estão recebendo as cestas.

“As doações de alimentos continuarão sendo recebidas pelo Banco de Alimentos de São Bernardo (Av. Redenção, 271 – Centro) e também na Secretaria de Educação (Rua Wallace Simonsen, 222 – Nova Petrópolis), ambos de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30”, informou a Prefeitura.

“A rede de solidariedade permite ainda a doação de valores. Interessados devem realizar transferência bancária na conta do município: Banco do Brasil, agência 0427-8, conta corrente 65.734-4. O CNPJ da conta é 46.523.239/0001-47.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Josiane Cassiano disse:

    E os motoristas de aplicativo? Não são cidadãos?

  2. Renata disse:

    Ola com toda o respeito a classe profissional ,mas a cidade Santo André,SP embora feito muito pouco na minha opinião
    Pois hoje ,eu emprestei meu aparelho celular para um senhor ligar no Centros Referências sociais
    E disseram não tem nenhuma maneira ajudar com alimentos
    Então um quem paga aluguel está ferrado,pois o auxílio emergencial vai para pagar o aluguel e os restos despesas fica como.
    Para ajudantes gerais?

  3. Valdineia Umbelina Silva de Paula disse:

    Eu sou moradora de santo Andrea ha 40 anos e tambem la no crasso que e uma asistenciaa social eles ano trabalha com censuras basílicas e tambem ano sabem informa onde podem conseguir a ajuda isto e inadimissivel uma vergonha como o caras que seria para ajustar mal dado informacao e nos ficamos sem ter a quem recorrer porqud o nosso prefeito ano nos atende sobre responde as perguntares que lhe favorece.

Deixe uma resposta