Vitória da Conquista (BA) decreta uso obrigatório de máscaras em lojas, bancos e transporte público

Medida decretada neste domingo, 19, passa a valer a partir de quinta, 23 de abril

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Vitória da Conquista, cidade do interior da Bahia, editou o Decreto 20.265 neste domingo, 19 de abril de 2020,  determinando que a partir da próxima quinta-feira, 23, todos os clientes só poderão entrar em lojas, bancos e outros estabelecimentos com máscara.

A medida vale também para os usuários de ônibus, táxis e veículos de aplicativo.

O cumprimento do decreto é de responsabilidade dos comerciantes e dos motoristas.

Segundo a prefeitura, quem não estiver de máscara será impedido de entrar nos ônibus.

O decreto permite ainda a abertura das óticas, por estarem relacionadas ao setor de saúde. Escritórios e demais locais de prestação de serviços individualizados, a exemplo de serviços contábeis e advocatícios, poderão funcionar neste período mediante agendamento prévio.

O decreto mantém o funcionamento dos estabelecimentos considerados essenciais. O restante do comércio permanece sem atendimento ao público.

O Prefeito Herzem Gusmão, em comunicado da prefeitura de Vitória da Conquista, lembra à população que, se precisar sair de casa, o uso de máscaras e o distanciamento, de pelo menos 1 metro e meio entre as pessoas, são as melhores formas de proteção individual. “Este momento requer muita responsabilidade das autoridades e o compromisso individual de cada cidadão na luta contra o coronavírus”, afirma o prefeito.

Em Vitória da Conquista, o número de casos notificados com suspeita clínica e epidemiológica de infecção pelo Novo Conoravírus chegou a 501, até às 17h deste domingo, 19.

Os casos confirmados são 23, sendo que 18 deles evoluíram para a cura e 1 evoluiu para óbito.

De acordo com o Boletim epidemiológico divulgado hoje (19) pela Secretaria Municipal de Saúde, do total de casos suspeitos notificados, 394 já foram descartados e 84 estão sendo investigados, dos quais: 24 aguardam resultado laboratorial e 60 aguardam coleta.



Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta