Marcopolo vai retomar a produção em Caxias do Sul e no Rio de Janeiro na segunda-feira, 13

Sobre a planta do Espírito Santo, a data ainda vai ser definida

ADAMO BAZANI

A fabricante de carrocerias de ônibus Marcopolo informou na tarde desta quinta-feira, 09, que vai retomar a produção dos veículos a partir de segunda-feira, 13 de abril de 2020, nas unidades de Caxias do Sul e Xerém, no Rio de Janeiro.

A data de retorno da unidade São Mateus, no Espírito Santo, às atividades ainda não foi definida.

Foram 20 dias de férias coletivas devido ao avanço da Covid-19, doença ocasionada pelo novo coronavírus, que teve origem na China e se alastra por todo o mundo. No Brasil, é esperado um crescimento de casos entre abril e maio.

Segundo a empresa, o retorno vai ser parcial.

“Em Caxias do Sul, seguindo as orientações do decreto municipal 20.855, retornam ao trabalho 25% dos colaboradores do turno diurno e 25% do noturno, sendo a maior parte de áreas de produção. As unidades Ana Rech e San Marino, que concentram a maioria dos colaboradores, contarão com Ambulatórios de Triagem para facilitar o atendimento e orientação aos colaboradores. Os ônibus de transporte de colaboradores destas unidades, e também da unidade Planalto, operarão com metade da ocupação – para manter a distância mínima, de segurança entre os passageiros -, serão higienizados entre as viagens e os colaboradores usarão máscaras de tecido durante o trajeto. Na unidade Rio de Janeiro, localizada em Xerém, devem retornar cerca de 50% do quadro de colaboradores.” – diz nota da fabricante.

Ainda de acordo com a Marcopolo, haverá equipe médica de plantão nas unidades com um protocolo completo de triagem, atendimento e encaminhamento de quaisquer casos suspeitos que possam ser identificados em seu quadro funcional, atendendo também de forma remota os colaboradores que permanecem em casa e suas famílias.

Na nota, a encarroçadora ainda diz que vai reforçar a higienização e os cuidados com proteção individual dos trabalhadores.

“Em todas as plantas, foi reforçado o sistema de higienização dos locais de uso comum, como vestiários, restaurantes, banheiros, acesso a elevadores, corrimãos e catracas. Logo na chegada, os colaboradores terão a temperatura verificada com medidores infravermelho e se necessário serão encaminhados aos Ambulatórios para orientação. Nos postos de trabalho será redobrada a atenção para manter a distância mínima, além do uso dos EPIs de acordo com a função e máscaras de tecido fornecidas pela empresa. Também foram adotadas ações preventivas como demarcação de locais para manter a distância recomendada entre as pessoas e vários outros processos internos foram feitos para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Jonathan Luís de Sena Couto disse:

    Queria volta a trabalha na empresa como que faço?

Deixe uma resposta