Demanda de ônibus da capital paulista chega a 23% e frota será reduzida nesta segunda

Publicado em: 29 de março de 2020

SPTrans vai manter apenas 40% do total de veículos em operação

JESSICA MARQUES

A frota de ônibus municipais da capital paulista em circulação será de 40% a partir desta segunda-feira, 30 de março de 2020.

A decisão foi anunciada pela Prefeitura de São Paulo, por meio da SMT (Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes) e da SPTrans (São Paulo Transporte).

Segundo a SPTrans, a medida é necessária porque o número de passageiros transportados está em 23% da média diária em dias úteis.

A SPTrans também informou que a frota de ônibus do Noturno passou de 430 para 211 veículos. Desta forma, todas as 150 linhas do serviço continuam operando com intervalos maiores entre os veículos.

As medidas foram consideradas necessárias para prevenir a propagação da Covid-19, causada pelo coronavírus.

“A SPTrans seguirá monitorando diariamente a movimentação de passageiros e fará ajustes, se necessário, para atender a população”, informou a SPTrans, em nota.

“Em razão da pandemia do coronavírus, a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que as pessoas evitem sair de casa. A prioridade neste momento é manter o transporte disponível àqueles que prestam serviços essenciais na cidade e evitar a circulação desnecessária nas ruas da cidade.”

PREVENÇÃO

A SPTrans criou um site com as notícias relacionadas ao transporte público em virtude da pandemia de Covid-19, incluindo mudanças de linhas, funcionamento dos postos e recomendações de como se prevenir: http://www.sptrans.com.br/covid-19.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. RodrigoZika disse:

    Acho correto, também pra proteger os funcionários.

  2. PassageiroInfectado disse:

    Bom pelo jeito todo trabalhador vai pegar Covid-19, os onibus estão lotados, o legal é que se os trabalhadores morrerem, tem mão de obra em quarentena para substituir

Deixe uma resposta