Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo com mais de 60 anos serão dispensados e haverá redução de frota, diz sindicato

Publicado em: 21 de março de 2020

Segundo entidade, trabalhadores afastados terão 50% dos seus salários líquidos pagos

ADAMO BAZANI

Os motoristas, cobradores de ônibus e demais trabalhadores de transporte coletivo da cidade de São Paulo com mais de 60 anos serão afastados a partir de segunda-feira, 23 de março de 2020.

A informação está em nota do Sindmotoristas, sindicato da categoria, divulgada neste sábado, 21 de março de 2020.

Segundo a entidade, “os trabalhadores afastados, terão 50% dos seus salários líquidos – sem qualquer desconto -, cesta básica, convênio médio e 50% do valor do VR.”

O Sindmotoristas ainda divulgou que “a partir de terça-feira, dia 24, apenas 30% da frota circulará na cidade, estes trabalhadores receberão seus salários e benefícios integralmente”

O Diário do Transporte entrou em contato com a SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema, que não confirmou a redução da frota para 30% na terça-feira, mas informou que a partir de segunda-feira, 23, haverá a retirada de circulação de cerca de mil ônibus da frota de 13 mil da cidade por causa da paralisação das aulas.

O Sindicato disse ainda que na terça-feira, dia 24, a diretoria terá uma reunião com o prefeito Bruno Covas, para assinatura do “Termo de Compromisso” para a manutenção dos empregos dos afastados com a redução salarial.

“Sabemos que é uma decisão drástica, mas primeiramente precisamos proteger a vida de todos. O emprego e os direitos serão garantidos à categoria. É um cenário triste, preocupante, todos têm responsabilidades, mas a vida é uma só. É hora de entendermos a gravidade dessa pandemia”, afirmou na nota, o presidente do sindicato e deputado federal, Valdevan Noventa.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Deus nos Perdoe e nos Salve dessa mais essa PESTE! Espero nEle que quando mais essa “noite longa e escura ” passar esses senhores e senhoras possam ter seus Empregos/Cargos de volta na ÍNTEGRA!

Deixe uma resposta