Coronavírus: Doria diz que não vai diminuir frota de ônibus da EMTU, Metrô e CPTM.  Shoppings ficarão fechados até 30 de abril em toda a Grande São Paulo

Publicado em: 18 de março de 2020

Vacinas contra a gripe comum serão aplicadas em cerca de mil farmácias particulares

ADAMO BAZANI

Em entrevista coletiva no início da tarde desta quarta-feira, 18 de março de 2020, o governador de São Paulo, João Doria, juntamente com secretários, anunciou mais medidas para evitar o aumento de casos do coronavírus no estado.

As frotas de ônibus da EMTU, Metrô e CPTM ainda serão mantidas e não haverá restrição de acesso.

A orientação é que idosos evitem, se possível, os horários de picos.

Umas das mais gerais anunciadas é o fechamento de todos os shoppings centers e academias de ginástica em todos os municípios da Grande São Paulo de 23 de março a 30 de abril.

Confira as medidas anunciadas:

– Fechamento de todos os shoppings centers e academias de ginástica em todos os municípios da Grande São Paulo de 23 de março a 30 de abril. A medida não se aplica para interior e litoral.

– Parceria com mil farmácias para vacinação de gripe comum a partir de 23 de março na capital de São Paulo. Não há vacina contra o coronavírus desenvolvida.

– Ampliação de um mês para três meses o fornecimento de remédios de alto custo. No caso de medicamentos em falta na farmácia, serão entregues os remédios em casa.

– Limitar presença postos do Detran e Poupatempo, mas não vão fechar.

– SMS serão disparados para 15 milhões com informações sobre o coronavírus. Parcerias com a Vivo, TIM e Claro foram firmadas

– Secretaria de Desenvolvimento Regional vai enviar sempre às 18h boletins para os 645 prefeitos do Estado de São Paulo com informações e protocolos.

– Destinação de R$ 500 milhões para conter efeitos do coronavírus na economia do Estado, em especial para micro e pequenas empresas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta