Santo André assina contrato para projetos de corredores de ônibus na região central

Ônibus urbano em Santo André. Espaços são previstos em plano de mobilidade

Contrato é de R$ 692 mil, com recursos do BID e aval do Governo Federal

ADAMO BAZANI

A cidade de Santo André, no ABC Paulista, assinou um contrato de R$ 692 mil (R$ 692.279,98) com o Consórcio EGIS/TCRE/PLANAL (Egis Internacional/EGIS Engenharia e Consultoria Ltda/TCRE Engenharia Ltda / Planal Engenharia Ltda) para a elaboração dos projetos básicos e executivos de Corredores de Ônibus na região central.

Nem todos os espaços serão totalmente segregados e de concreto, como o corredor ABD dos trólebus da Metra, por exemplo, mas haverá rotas preferenciais para os passageiros do transporte coletivo.

Os projetos fazem parte do financiamento do BID – Bando Interamericano de Desenvolvimento, que totaliza US$ 50 milhões, com aval do Governo Federal.

As vias com preferência para ônibus fazem parte do plano de mobilidade do município.

O prazo do contrato para os projetos ficarem prontos é de oito meses.  Os projetos vão definir as vias que receberão prioridade nos investimentos.

 

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. que implantem um piso mais resistentes ali na Coronel Alfredo Fláquer, vulga Perimetral,,,pois os coletivos pulam que nem zona de teste de supensões, e a gente parece pipoca em panela de óleo quente..Haja sofrência.

Deixe uma resposta