Tecnologia da Biometria Facial ajuda na redução de fraude em João Pessoa

Publicado em: 8 de fevereiro de 2020

A redução das fraudes reduz também os impactos negativos nas tarifas. Foto: José Roberto, Ônibus Paraibanos

Número de cartões de ônibus bloqueados cai 80%, graças a tecnologia fornecida pela Transdata

Mais de dois mil cartões de acesso aos ônibus que circulam em João Pessoa, capital da Paraíba, foram bloqueados entre os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020.

Só em janeiro deste ano, foram 361 cartões bloqueados por uso irregular.

Em dezembro de 2019, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur-JP), foram 1.758 registros.

A análise dos acessos irregulares nos coletivos ocorre desde o começo do ano passado, quando foi implantado o sistema de biometria facial nos ônibus, tecnologia fornecida pela Transdata, uma das principais empresas do Brasil no desenvolvimento de soluções integradas em ITS (Intelligent Transport Systems) dedicadas à mobilidade.

O sistema permite verificar se o passageiro que está utilizando um cartão com direito a algum benefício é exatamente a mesma pessoa que fez previamente o cadastro em um cartão que possui um código de identificação específico no qual constam informações referentes ao nome, idade e dados biométricos faciais. Em casos de uso indevido do cartão, a empresa pode adotar as medidas administrativas que achar necessária.

Foram analisados mais de 915 mil acessos irregulares nos ônibus e 1.368 passaram por auditoria, o que resultou no bloqueio de 361 cartões. Desse total, 318 foram estudantes e 43 passageiros que não pagam passagem, ou seja, que têm direito à gratuidade.

A aplicação da tecnologia no transporte público resulta em benefícios diretos ao usuário e ao sistema, pois a redução das fraudes reduz também os impactos negativos nas tarifas, e por conseguinte nos custos operacionais do sistema.

Comentários

  1. Afonso disse:

    Tem que colocar ônibus com arcondicionado não é reconhecimento facial que vai fidelizar passageiros, que Paraíba é está onde aceita está tortura nos transportes públicos temos grávidas e idosos.

Deixe uma resposta