Produção de ônibus no Brasil começa 2020 com queda de 25,7% em comparação com janeiro do ano passado

Licenciamentos, produção e exportação de rodoviários tiveram resultados bem melhores que de urbanos

Mas na base de dezembro de 2019, alta foi de 19,6%

ADAMO BAZANI

O ano de 2020 começou com um volume de produção de chassis de ônibus 25,7% menor em janeiro na comparação com janeiro de 2019. Foram 1.426 unidades produzidas neste ano ante 1.919 de janeiro de 2019.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 06 de fevereiro de 2020, pela Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores.

O segmento de ônibus urbanos puxou a queda: saíram das linhas de montagem, 1.066 chassis para esta aplicação, volume 33,1 % inferior aos 1.594 chassis de janeiro do ano passado.

Já o segmento de rodoviários registrou alta de 10,8% com 360 chassis em janeiro de 2020 ante 325 do primeiro mês de 2019.

Na comparação entre janeiro e dezembro, 2020 está com vantagem: alta de 19,6%. Enquanto que em janeiro de 2020, foram produzidos 1.426 chassis, em dezembro de 2019, foram 1.192.

No caso de urbanos, na comparação entre janeiro de 2020 e dezembro de 2019, a alta foi de 18,1% e, no segmento de rodoviários, houve uma elevação de 24,6% no volume de produção.

A expectativa da indústria é que as encomendas de ônibus no período anterior às eleições municipais, costumeiramente marcado por renovações de frota, podem interferir positivamente na produção, mas no segundo semestre, há risco de haver declínio.

LICENCIAMENTOS:

Os licenciamentos de ônibus em janeiro de 2020, ainda de acordo com a Anfavea, tiveram queda de 6,6% com 1.492 unidades emplacadas em relação às 1.598 de janeiro de 2019. Na comparação com dezembro de 2019, a queda foi de 22,4%. Em dezembro do ano passado, foram emplacadas 1.923 unidades.

Ranking:

Pelo ranking de licenciamento da Anfavea, em janeiro de 2020, a Mercedes-Benz liderou com alta de quase 15% nos licenciamentos em comparação com janeiro de 2019, mas o maior percentual de crescimento, foi da Scania, com 650% sobre o ano passado, isso porque, em janeiro de 2019, a Scania produziu apenas oito ônibus e em janeiro de 2020, foram 60.

EXPORTAÇÕES:

As exportações de ônibus montados em janeiro de 2020 tiveram queda de 23,6% em comparação com janeiro de 2019: 266 veículos (janeiro de 2020) e 348 (janeiro de 2019).

No segmento de urbanos, a queda nas exportações foi de 60,3% em janeiro de 2020, quando foram embarcadas 117 unidades. Em janeiro de 2019, as exportações de ônibus urbanos somaram 295 unidades.

O quadro foi bem diferente com os ônibus rodoviários. Alta de 181,1% nas exportações em janeiro de 2020 com 149 veículos vendidos para outros países. Em janeiro de 2019, 53 rodoviários foram embarcados.

Na comparação com dezembro de 2019, quando foram vendidos para fora 775 ônibus, a queda de janeiro foi de 65,7%

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta