Informe publicitário

Cidade do Sol investe na inovação do sistema de bilhetagem de Mossoró (RN)

Ônibus da Cidade do Sol, concessionária do transporte coletivo de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Concessionária do transporte municipal instala validadores de última geração da Empresa 1

ALEXANDRE PELEGI

A empresa Cidade do Sol, concessionária do transporte coletivo de Mossoró, no interior do Rio Grande do Norte, está investindo na modernização dos validadores no sistema de bilhetagem eletrônica.

Para isso, conta com o apoio e a consultoria da Empresa 1, uma empresa de tecnologia, focada em inovação.

Cidade do Sol acaba de adquirir os validadores online da família SPX710, que permitem o envio de comandos através de comunicação GPRS e 4G, recebimento online de recargas, AVL (Automatic Vehicle Location) dentro do validador e leitor QRCode para habilitação de uma nova modalidade de pagamento no transporte.

Foto validador dentro do ônibus

Além disso, a empresa de transporte irá implantar ainda o aplicativo SI-GO, que permitirá que os usuários façam recarga dos cartões ou paguem direto com o celular através dos tickets QR Code, e também no incremento da gestão operacional através da Telemetria, integrada à solução da SS Telemática.

Diário do Transporte conversou com o diretor da Cidade do Sol, Waldemar Araújo, sobre o significado de todas essas transformações, não só para a empresa, como para os usuários do sistema e para o poder concedente.

Leia abaixo a entrevista na íntegra:

Diário do Transporte: Como a modernização do sistema de bilhetagem se encaixa no processo de inovação do sistema de transporte da cidade de Mossoró?

Waldemar Araújo: A evolução da bilhetagem aperfeiçoa o autoatendimento nos ônibus e qualifica ainda mais a tecnologia do transporte público em Mossoró, que, desde o início da operação da empresa Cidade do Sol (concessionária única), em maio de 2016, avança no serviço de ônibus. Mossoró, cidade média do interior do Nordeste, com cerca de 300 mil habitantes, dispõe de tecnologias presentes em grandes centros: biometria facial, acompanhamento da frota full time via GPS, monitoramento por câmeras de vídeo e o aplicativo Cittamobi, que fornece ao passageiro informações de horários e linhas em tempo real, além da bilhetagem digital, prestes a ascender a novo patamar tecnológico. Em síntese, a modernização da bilhetagem faz parte de um conjunto de serviços para oferecer o melhor possível ao usuário do transporte coletivo de Mossoró.

Diário do Transporte: Quais são as características desta modernização? Em que o usuário será mais beneficiado?

Waldemar Araújo: Tornará mais eficiente o sistema de bilhetagem eletrônica em Mossoró e oferecerá novas possibilidades ao usuário, que terá a opção de, em breve, pagar a tarifa direto com o smartphone em tíquetes QR Code, cujo uso – crescente – é uma tendência mundial. A recarga online habilitará de maneira ainda mais rápida o acesso às diversas linhas de ônibus, e facilitará o uso de outro serviço, o sistema de integração, que permite o uso de dois ônibus no intervalo de até uma hora e meia. A modernização também incentivará o autoatendimento como alternativa ao uso de dinheiro – opção mais prática e segura.

Diário do Transporte: Quais serão as maiores vantagens para o Poder Público?

Waldemar Araújo: O Poder Público também ganhará, porque terá à disposição dos munícipes um sistema de transporte ainda mais moderno, o que traz ganhos à mobilidade urbana ao promover o uso do transporte do coletivo em detrimento ao individual. Mossoró, embora com quase 300 mil habitantes, possui uma frota registrada de quase 170 mil veículos, dos quais dezenas de milhares de motocicletas, estas, aliás, envolvidas em acidentes, que representam 80% das internações no principal hospital público da cidade. Portanto, a evolução tecnológica do transporte convida as pessoas a usarem o ônibus, ajuda na mobilidade urbana e protege o cidadão ao oferecer opção segura e legal.

Diário do Transporte: Para a empresa de ônibus, quais serão os ganhos?

Waldemar Araújo: Fortalece a posição da Cidade do Sol como referência em matéria de tecnologia em ônibus no interior do Nordeste. A empresa também é destaque em responsabilidade ambiental, toda a frota possui o Selo Verde do Programa Despoluir, desenvolvido pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Também valoriza a inclusão social, com elevadores para cadeirantes e espaço reservado para pessoas com deficiência em todos os ônibus, motoristas qualificados no SEST SENAT. A evolução da bilhetagem eletrônica, pois, agrega valor a todo um conjunto. E, claro, beneficia o passageiro. E, se contempla o usuário, traz ganhos à empresa.

Diário do Transporte: Como o avanço tecnológico pode diminuir a evasão do transporte coletivo? Ou isso não tem ligação?

Waldemar Araújo: À medida que oferecemos um serviço mais prático, seguro e eficiente, o cidadão e a cidadã se sentem estimulados ao uso do ônibus. As inovações tecnológicas estão cada vez mais integradas à mobilidade urbana, e o transporte coletivo precisa acompanhar essa evolução. No caso de Mossoró, onde o serviço de ônibus urbano está sendo resgatado, o esforço é para atrair novos usuários em busca do equilíbrio econômico do sistema, já que um grande número de passageiros usufrui gratuidade parcial (estudantes) e total (idosos e pessoas com deficiência). Esse percentual supera em muito a média nacional. Em síntese, trabalhamos não apenas para evitar a evasão, mas para a conquista de novos públicos, porque o tão perseguido equilíbrio econômico do sistema possibilitará novas linhas e mais pessoas atendidas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta