Reforma da estação Santo Amaro da linha 5 começa nesta segunda-feira, 27

Publicado em: 27 de janeiro de 2020

Ampliação de plataformas está entre as intervenções

Obras serão feitas sob responsabilidade da concessionária Via Mobilidade e devem ficar prontas em dois anos

ADAMO BAZANI

A estação Santo Amaro da linha 5-Lilás do Metrô passará por obras de ampliação de espaço para circulação de passageiros. As intervenções começam nesta segunda-feira, 27 de janeiro de 2020, e vão durar 24 meses, de acordo com a concessionária da linha Via Mobilidade (CCR e Rua Invest – Grupo Ruas).

Os serviços serão pagos pela concessionária e fazem parte do contrato de R$ 3 bilhões para exploração da linha por 20 anos. A Via Mobilidade não informou, porém, quanto vão custar pontualmente as intervenções.

Pela programação do consórcio, devem ser implantados quatro mil metros quadrados a mais de espaço nas plataformas, mezanino e passarela de integração.  Também serão instaladas mais oito escadas rolantes. A estação vai receber também outros quatro elevadores.

A concessionária informou que “serão alargados o mezanino da estação da CPTM e a passarela de integração entre as duas linhas, que passará a ter 14 metros de largura e ganhará um par de escadas rolantes para acesso à plataforma. Adicionalmente, será construída nova passarela de 6 metros de largura, para integrar as duas estações. Por fim, no acesso ao mezanino da estação de trem será instalado um novo conjunto de bilheterias e haverá substituição dos bloqueios (catracas) na integração por câmeras de contagem.”

As mudanças ocorrem devido ao aumento da demanda da linha, que subiu mais de 90%, passando de 320 mil para 600 mil passageiros, desde as primeiras operações até a inauguração das últimas estações da linha no ano passado.

Em nota, o presidente da Via Mobilidade, Francisco Pierrini, afirma que atualmente quase cem mil passageiros passam pela estação Santo Amaro.

“Essas adequações visam oferecer mais conforto, segurança e acessibilidade aos 95 mil passageiros que passam pela Estação Santo Amaro todos os dias”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta