Linha 4 Amarela agora com operação parcial entre São Paulo/Morumbi e Fradique Coutinho

Segundo concessionária, motivo é falha elétrica

ADAMO BAZANI

ATUALIZADO ÀS 21h45:

Após três horas de transtornos, linha 4-Amarela do Metrô

volta a operar

Pane elétrica chegou a paralisar toda a operação em horário de pico

ADAMO BAZANI

A volta para a casa foi bem difícil no final da tarde e na noite desta terça-feira, 03 de dezembro de 2019, para quem depende da linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro.

Uma pane elétrica paralisou totalmente a linha às 18h26. Às 19h27, a operação só ocorreu entre as estações São Paulo-Morumbi e Fradique Coutinho.

O problema teve reflexo nas linhas 1-Azul e 2-Verde, que tiveram momentos de operação em velocidade reduzida.

A concessionária teve de solicitar apoio dos ônibus municipais das empresas de São Paulo na operação Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) para atender o percurso da estação Fradique Coutinho à Estação Luz.

As causas da pane ainda serão determinadas.

Colaboradores do site, como Teotônio Mariano e Rafael Asquini, acompanharam de perto as dificuldades dos passageiros.

Os ônibus, apesar de estarem lotados e terem de enfrentar trânsito, foram fundamentais para as pessoas conseguirem seguir o trajeto.

A linha só começou a operar de novo às 21h39.

A linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo ficou ás 19h27 com operação parcial, funcionando entre São Paulo/Morumbi e Fradique Coutinho

A linha todo chegou a ficar paralisada a partir das 19h05, segundo o aplicativo oficial da companhia do Metrô e o site da ViaQuatro.

O problema ocorre bem no horário de pico do retorno para a casa da maior parte dos passageiros.

O Diário do Transporte entrou em contato com a concessionária ViaQuatro, que informou se tratar de falha elétrica.

O problema afetou a operação das linhas 1 e 2 do Metrô, que ficaram com velocidade reduzida.

A linha 2-Verde normalizou as operações somente às 19h45 e a linha 1 Azul, três minutos depois

Como opção, os passageiros estão buscando linhas de ônibus da região e os reflexos são pontos e veículos mais lotados.

ATUALIZAÇÃO ÀS 20h56:

ViaQuatro aciona ônibus da PAESE por causa de pane na

linha 4 Amarela

Coletivos seguem entre Fradique Coutinho e Estação Luz, segundo concessionária. Passageiros relatam que partidas dos ônibus ocorreram da Praça da República

ADAMO BAZANI

A ViaQuatro acionou ônibus da operação PAESE para atender os passageiros prejudicados pela falha de energia na linha 4.

Os coletivos operam entre Fradique Coutinho e a Estação Luz

Entretanto, de acordo com o colaborar do Diáro do Transporte, Teotônio Mariano, na Luz, funcionárfios da Viaquatro diziam aos  aos usuarios por volta das 20h30 que os ônibus PAESE partem da Praça da Republica.

“Estao orientando os usuarios a pegarem a Linha 1 para fazer Luz-Sé-República e pegar o PAESE na República, ou seja,  quem chega pela CPTM está sendo orientado a ir pra Sé / República para pegar o PAESE de lá” – relatou.

O coloaborador Rafael Asquini relatou lotação acima do normal em pontos e ônibus das linhas comuns, ou seja, que não são da PAESE, no trajeto atendido pela Linha 4, como na Parada Faria Lima.

Segundo a concessionária, os trens só circulam entre São Paulo-Morumbi e Fradique Coutinho.

Confira a nota:

A ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô de São Paulo, informa que, às 18h56 houve uma falha no sistema elétrico e os trens estão prestando serviço entre as estações São Paulo-Morumbi e Fradique Coutinho.

Acionado o sistema Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) para atender o percurso da estação Fradique Coutinho à Estação Luz.

A ViaQuatro informa que está trabalhando para normalizar a operação o mais rápido possível.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Ana Rosa Kuwer disse:

    Soube que houe um descarrilhamento! Verdade?

Deixe uma resposta para Ana Rosa Kuwer Cancelar resposta